Masp faz releitura da mostra ‘Playgrounds’ com obras interativas
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Masp faz releitura da mostra ‘Playgrounds’ com obras interativas

Celso Filho

10 de março de 2016 | 18h09

Obra do paquistanês Rasheed Araeen. Foto: Alta Tecnología Andina/divulgação

Em 1969, Nelson Leirner levou obras interativas ao vão livre do Masp na mostra Playgrounds. Agora, o museu traz uma releitura dessa exposição sob o olhar de novos artistas., a partir desta quinta-feira, às 20h.

Sob a curadoria de Adriano Pedrosa, Julieta González e Luiza Proença, a mostra propôs que artistas criassem projetos interativos para ocupar o vão livre e o 2º subsolo – montando um ‘espaço de recreação’ no museu. São trabalhos de Ernesto Neto, Yto Barrada, Céline Condorelli, Rasheed Araeen e os coletivos Grupo Contrafilé e O Grupo Inteiro.

As obras originais de Leirner não estarão na mostra. No entanto, Céline Condorelli criou dois carrosséis inspirados no de 1969. As peças estarão no vão e no subsolo e serão ligadas por um eixo central.

Entre as outras obras expostas, o paquistanês Rasheed Araeen traz estruturas de madeira em forma de cubos – nas quais, o público pode interagir e criar diferentes formas. Já o carioca Ernesto Neto monta uma nova versão da instalação ‘Caminhando no Caminho’, apresentada em 2014, no Parque Lage do Rio.

ONDE: Masp. Av. Paulista, 1578, 3149-5959. QUANDO: 10h/18h (5ª, até 20h; fecha 2ª). Inauguração: 5ª (17), 20h. Até 24/7. QUANTO: : R$ 25 (3ª, grátis).

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.