Lorenzo Ferro e Chino Darín estrelam ‘O Anjo’, drama sobre assassino em série na Argentina
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Lorenzo Ferro e Chino Darín estrelam ‘O Anjo’, drama sobre assassino em série na Argentina

Humberto Abdo

18 de abril de 2019 | 16h05

+ Preso há 46 anos, Carlos Robledo Puch é o prisioneiro mais antigo da história da Argentina. Conhecido por uma série de crimes e assassinatos cometidos nos anos 1970, quando tinha apenas 19 anos, Carlitos, como também é chamado, serviu de inspiração para o personagem de O Anjo, drama dirigido por Luis Ortega.

A versão fictícia e livremente inspirada no assassino em série é assumida pelo jovem Lorenzo Ferro, que contracena com Chino Darín – este no papel de Ramón, seu parceiro nos crimes.

No subúrbio de Buenos Aires, o filme apresenta seu protagonista em 1971, aos 17 anos, quando ele casualmente invade uma mansão. Carlitos demonstra, desde a infância, cobiça pelos pertences de outras pessoas e um talento natural para cometer roubos.

Em sua nova escola, após conhecer Ramón, encontra na amizade uma oportunidade para aventurar-se em crimes cada vez mais arriscados. A jornada é encorajada também pelo pai do colega, que, atraído pela aptidão criminosa de Carlitos, o ensina a manusear um revólver.

Foto: Pagu Pictures

A aparência jovial e o rosto angelical fizeram com que, mais tarde, ele ficasse conhecido como ‘O Anjo da Morte’. Os traços amigáveis também são usados a seu favor para os delitos e condizem com a definição questionável de si mesmo: um ‘espião de Deus’ enviado do paraíso.

O resultado é uma versão glamourizada, mas não menos chocante, sobre a trajetória de um dos serial killers mais implacáveis da história. Humberto Abdo

Confira o trailer:

Tendências: