Leda Catunda fala sobre nova mostra na Galeria Estação, uma das inaugurações da semana
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Leda Catunda fala sobre nova mostra na Galeria Estação, uma das inaugurações da semana

Júlia Corrêa

14 Junho 2018 | 18h05

Leda Catunda foi convidada pela Galeria Estação para escolher um artista do acervo do local para dialogar com sua produção. Nasceu, assim, a exposição Leda Catunda e Alcides: Onde Estamos e Para Onde Vamos, sobre a qual ela falou ao Divirta-se.

‘Ducatti’, de Leda Catunda. Foto: Thomas Tebet

Como avalia a iniciativa da galeria de destacar o olhar dos artistas?

Acompanho (esse projeto) desde o trabalho de Rodrigo Andrade com Ranchinho. A (Vilma) Eid, que dirige a galeria, tem procurado trazer artistas contemporâneos para dialogar com o acervo. Para mim, Alcides foi o mais fascinante.

Que vínculos há entre as duas produções?

Uma vontade dele de ser moderno e, no meu caso, uma saudade do moderno, daqueles sonhos de progresso do século 20. Até para os mais leigos não é difícil perceber temas em comum, como estradas e veículos, além das cores e de uma simplificação da figura.

São 20 obras suas e dez de Alcides. Foi difícil fazer a seleção das obras dele?

A galeria praticamente o descobriu, tem umas 20 obras dele; então, tive bastante liberdade. A escolha foi bem pontual e ficou harmoniosa. Foi surpreendente, durante a montagem, perceber as semelhanças entre as paletas.

O que o título da mostra sugere?

Uma metáfora para as angústias – no Brasil, com a crise, e no mundo, com o Trump, por exemplo. Mas também que podemos escolher para onde ir. Uma metáfora de mudança que aparece tanto na minha obra quanto na dele.

ONDE: Galeria Estação. R. Ferreira de Araújo, 625, Pinheiros, 3813-7253. QUANDO: Inauguração: 6ª (15). 11h/19h (sáb., 11h/15h; fecha dom.). Até 11/8. QUANTO: Grátis.

CONFIRA OUTRAS INAUGURAÇÕES

Lucas Dupin
Entre vídeo, foto e instalação, ‘Rés do Chão’ exibe um panorama da produção recente de Lucas Dupin. Na instalação ‘Jardins Suspensos’, ele ocupa a galeria com fragmentos de calçadas, dos quais surgem pequenas plantas. Galeria Lume. R. Gumercindo Saraiva, 54, Jd. Europa, 4883-0351. Inauguração: 2ª (18). 10h/19h (sáb., 11h/15h; fecha dom.). Grátis. Até 14/7.

Aurorar
A mostra busca destacar a força feminina com a exibição de 14 pinturas de Nadia Starikoff ao lado de 14 poemas de Carol Mondin. Memorial da América Latina. Biblioteca Latino-americana. Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664, Barra Funda, 3823-4655. Inauguração: 3ª (19). 9h/18h (sáb., 9h/15h; fecha dom.). Grátis. Até 15/7.

Campos Gerais
A mostra reúne pinturas e desenhos de três artistas que lançam seus olhares para paisagens brasileiras: Miguel Penha, Daniel Caballero e Manuella Karmann. Adelina. R. Cardoso de Almeia, 1.285, Perdizes, 3868-0050. Inauguração: 5ª (21). 10h/19h (sáb., 10h/17h; fecha dom. e 2ª). Grátis. Até 25/8.

Elisa Bracher
Em ‘Encarnadas’, a artista apresenta uma seleção de 30 desenhos de diferentes dimensões, feitos sobre papel de arroz. Galeria Raquel Arnaud. R. Fidalga, 125, V. Madalena, 3083-6322. Inauguração: 5ª (21). 10h/19h (sáb., 12h/16h; fecha dom.). Grátis. Até 12/8.

Guga Szabzon
Com a instalação ‘Dilema’, de Guga Szabzon, a Fundação Ema Klabin abre a série Hóspede, que traz obras de artistas contemporâneos em diálogo com seu acervo. Nesta primeira edição, a obra da artista aparece ao lado da pintura ‘Rebanho em Repouso’, de Lasar Segall. R. Portugal, 43, Jd. Europa, 3897-3232. Inauguração: sáb. (16), 14h. 14h/18h (fecha 2ª e 3ª). R$ 10 (sáb., dom. e fer., grátis). Até 16/7.

Martin Lanezan
Em ‘Oráculo Piedoso’, são exibidas obras, em diferentes suportes, que sugerem diálogos entre práticas artísticas manuais e processos ancestrais de oferendas. Galeria Sancovsky. Pça. Benedito Calixto, 79, Jd. Paulistano, 3086-0784. Inauguração: 2ª (18). 10h/19h (sáb., 10h/17h; fecha dom.). Grátis. Até 14/7.

Nilda Neves
A artista apresenta 47 pinturas de óleo sobre tela, que têm como base textos do poeta pernambucano Ascenso Ferreira. Face Gabinete de Arte. R. Cunha Gago, 208, Pinheiros, 3813-7330. Inauguração: 3ª (19). 11h/19h (sáb., 11h/ 15h; fecha dom. e 2ª). Grátis. Até 11/8.

Programa de Exposições
Fruto do edital do Centro Cultural São Paulo, a mostra traz o trabalho de oito artistas. Além de obras dos sete selecionados – entre eles, Anna Costa e Silva, Elaine Arruda e Gsé Silva –, conta com uma instalação de Debora Bolsoni. CCSP. Piso Caio Graco. R. Vergueiro, 1.000, Paraíso, metrô Vergueiro, 3397-4002. Inauguração: sáb. (16), 15h. 10h/20h (sáb., dom. e fer., 10h/ 18h; fecha 2ª). Grátis. Até 9/9.