Juçara Marçal e Karina Buhr estão no elenco de duas peças que estreiam em SP
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Juçara Marçal e Karina Buhr estão no elenco de duas peças que estreiam em SP

Júlia Corrêa

07 de fevereiro de 2019 | 18h14

Dois espetáculos que estreiam esta semana trazem no elenco cantoras de destaque na cena musical atual

+ Três diretores – o brasileiro Pedro Granato, a sul-africana Mwenia Kabwe e a inglesa Ruthie Osterman – uniram-se em um projeto experimental cujo resultado é uma peça encenada simultanemente em quatro teatros desses três países. Assim, depois de meses de trabalho virtual em conjunto e da realização de uma residência no Bush Theatre, no Reino Unido, em novembro do ano passado, eles estreiam Babylon: Beyond Borders (Babilônia Sem Fronteiras).

Foto: Ding Musa

Por aqui, a encenação chega ao Sesc Consolação, com atuação da cantora Karina Buhr e do artista plástico, músico e ator congolês Gloire Ilonde (foto). Inspiradas por reflexões em torno do conceito de lar, as partes da dramaturgia elaboradas por cada diretor unem-se no palco por meio de transmissão em vídeo ao vivo nos teatros dos diferentes países.

80 min. 12 anos. Sesc Consolação. Teatro Anchieta (280 lug.). R. Dr. Vila Nova, 245, 3234-3000. 3ª (12) a 16/2, 17h. R$ 9/R$ 30.

+ Sob direção de Jé Oliveira, Gota D’Água {Preta} propõe uma releitura do texto escrito em 1975 por Chico Buarque e Paulo Pontes. A versão busca realçar o ambiente social da peça – inspirada na tragédia ‘Medeia’, de Eurípedes –, com ênfase na realidade negra. Assim, pela primeira vez, os protagonistas são vividos por atores negros.

Foto: Evandro Macedo

Joana, mulher sofrida, moradora de um conjunto habitacional, é interpretada pela cantora Juçara Marçal (foto), integrante do grupo Metá Metá. E Jasão, ex-marido de Joana, sambista que faz sucesso com a canção que dá nome à peça, ganha interpretação do próprio diretor (foto). Além da novidade no elenco, a peça destaca a influência e a musicalidade ancestral das religiões de matriz africana, com direito a um coro negro, em alusão ao grego.

160 min. 16 anos. Itaú Cultural. Sala Itaú Cultural (224 lug.). Av. Paulista, 149, metrô Brigadeiro, 2168-1776. Estreia 6ª (8). 5ª, 6ª e sáb., 20h; dom., 19h. Grátis (retirar ingresso 1h antes). Até 17/2.

CONFIRA OUTRAS ESTREIAS EM SÃO PAULO

Peça do Casamento
Sob direção de Guilherme Weber, Eliane Giardini e Antônio Gonzalez atuam em adaptação do texto de Edward Albee. Em cena, o embate de um casal após 30 anos juntos. 60 min. 16 anos. Sesc Santana. Teatro (330 lug.). Av. Luiz Dumont Villares, 579, 2971-8700. Estreia 6ª (8). 6ª e sáb., 21h; dom., 18h. R$ 12/R$ 40. Até 17/3.

Mansa
Dirigida por Diogo Liberano, a peça aborda a violência contra a mulher a partir da história de duas irmãs, vividas por Amanda Mirásci e Nina Frosi. 70 min. 16 anos. Viga Espaço Cênico. Sala Viga (73 lug.). R. Capote Valente, 1.323, Pinheiros, 3801-1843. Estreia 6ª (8). 6ª e sáb., 21h; dom., 19h. R$ 40. Até 31/3.

Na Cama com Molière
Sob direção de John Mowat, o Commune – Coletivo Teatral adapta ‘O Doente Imaginário’, última peça escrita por Molière. Henrique Taubaté Lisboa lidera o elenco. 80 min. 12 anos. Teatro Commune (99 lug.). R. da Consolação, 1.218, Consolação, 3476-0792. Estreia sáb. (9). 6ª e sáb., 21h; dom., 20h. R$ 30. Até 21/4.

Três Mudanças
Mário Bortolotto dirige texto inédito de Nicky Silver sobre relações familiares. Com Carolina Mânica, Nilton Bicudo e outros. 70 min. 16 anos. Sesc Ipiranga. Teatro (200 lug.). R. Bom Pastor, 822, 3340-2000. Estreia hoje (8). 6ª e sáb., 21h; dom., 18h. R$ 9/R$ 30. Até 10/3.

Tendências: