Jô Soares e Miguel Falabella dirigem peças em cartaz na cidade
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Jô Soares e Miguel Falabella dirigem peças em cartaz na cidade

Júlia Corrêa

23 Janeiro 2017 | 18h21

Tróilo e Créssida
A obra de William Shakespeare ganha montagem dirigida por Jô Soares. Ambientada na Guerra de Troia, é protagonizada por Ricardo Gelli e Maria Fernanda Cândido. 110 min. 14 anos. Teatro do Sesi (456 lug.). Av. Paulista, 1.313, metrô Trianon-Masp, 3528-2000. 4ª a sáb., 20h; dom., 19h. 4ª (25), 19h. Grátis (reserva pelo site bit.ly/sesisp). Até 19/2.

Priscila Prade/Divulgação

Priscila Prade/Divulgação

Histeria
Em 1938, o pintor surrealista Salvador Dalí visita Sigmund Freud. O pai da psicanálise já está doente, à beira da morte. É esse encontro histórico (e improvável) o mote da peça, escrita pelo britânico Terry Johnson. Quem assina a encenação é Jô Soares, que também traduziu o texto. Com Norival Rizzo e Cássio Scapin. 115 min. 14 anos. Teatro Shopping Frei Caneca (620 lug.). R. Frei Caneca, 569, Consolação, 3472-2229. 6ª e sáb., 21h; dom., 19h. R$ 80. Até. 26/2.

Priscila Prade/Divulgação

Priscila Prade/Divulgação

God
Miguel Falabella dirige e estrela a versão brasileira da aclamada comédia da Broadway. Na peça, o ator vive Deus, que resolve propor novas leis e esclarecer mal-entendidos a seu respeito. 90 min. 12 anos. Teatro Procópio Ferreira (624 lug.). R. Augusta, 2.823, Jd. Paulista, 3083-4475. 6ª, 21h; sáb., 18h e 21h; dom., 18h. R$ 90/R$ 150. Até 19/2.

Daniel Chiacos/Divulgação

Daniel Chiacos/Divulgação

Uma Shirley Qualquer
O monólogo inglês Shirley Valentine, de Willy Russel, ganha versão brasileira assinada por Miguel Falabella e estrelada por Susana Vieira. Cansada da indiferença do marido e dos filhos, a protagonista é presenteada por uma amiga com uma viagem para a Grécia. Teatro Renaissance (448 lug.). Al. Santos, 2.233, Jd. Paulista, 3069-2286. 6ª, 21h30; sáb., 21h; dom., 18h30. R$ 100. Até 26/3.

Valentino Mello/Divulgação

Valentino Mello/Divulgação