Jamile dá nova pitada de boemia ao Bexiga
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Jamile dá nova pitada de boemia ao Bexiga

Lucineia Nunes

08 Outubro 2015 | 19h53

 Jamile - Eduardo Viana - divulgação

Moderno: salão rústico com cozinha aberta (Foto: Eduardo Viana/divulgação)

É no coração do Bexiga que fica o recém-inaugurado Jamile, restaurante do chef Henrique Fogaça (Sal) e dos empresários Alberto Hiar e Anuar Tacach. Instalado em um prédio com três andares, o salão principal faz lembrar outros cenários contemporâneos, com aspecto rústico, tijolos e tubulação aparentes aliados ao mobiliário moderno.

A cozinha principal fica no segundo andar. Já o terceiro piso, com vista para o bairro, é reservado a festas e eventos. No térreo, o bar dá as boas-vindas com menu à parte de petiscos e hambúrgueres e carta de drinques com releituras de clássicos e algumas criações (R$ 23 a R$ 39). Além das mesas do salão e da área aberta nos fundos, o cliente pode ocupar um dos lugares no balcão da cozinha de finalização, totalmente aberta, no centro do restaurante – o que nem sempre deixa a equipe muito à vontade.

O ambiente badalado tem sua bossa – que se reflete nos preços. O cardápio abre com 12 sugestões de entrada, a maioria para compartilhar, como a burrata com tomate e pesto de rúcula (R$ 32) e o pastrame de kobe com pepino e brotos (R$ 35). Entre os principais, há 13 receitas (R$ 42/R$ 83), como o ‘Cupim do Sal’, servido com mandioca amarela e farofa de banana. É um prato com ingredientes da ‘cesta básica’, mas sai por R$ 69. Outra pedida é o saboroso ragu de rabada com nhoque de batata e agrião (R$ 60). Para adoçar, arroz-doce com calda de caramelo e flor de sal (R$ 12).

ONDE: R. 13 de Maio, 647, Bexiga, 2985-3005.
QUANDO: 18h/0h (dom., 12h/18h; fecha 2ª).
QUANTO: Cc. e Cd.: todos.