Ícone da Art Nouveau, Alphonse Mucha ganha retrospectiva em São Paulo
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ícone da Art Nouveau, Alphonse Mucha ganha retrospectiva em São Paulo

Júlia Corrêa

12 de setembro de 2019 | 11h36

Inédita no Brasil, mostra destaca o legado de Mucha, também considerado um dos pioneiros da arte publicitária

Foto: Mucha Trust 2019

Depois de passar por países da Ásia e da Europa e também pelos Estados Unidos, a exposição Alphonse Mucha: o Legado da Art Nouveau chega esta semana à capital, levando ao Centro Cultural Fiesp a maior coletânea do artista (1860-1939) já exibida no Brasil. Sob curadoria de Tomoko Sato, são expostas mais de cem obras cedidas pela Fundação Mucha, localizada na República Checa, seu país de origem.

Para dar conta da ampla produção de Mucha, cujas obras marcaram fortemente a cultura parisiense da Belle Époque, a mostra é dividida em quatro núcleos. ‘Mulheres: Ícones & Musas’ destaca sua trajetória publicitária, com cartazes que revelavam sua faceta vanguardista. Feitas para vários produtos, capas de livros e até divulgação de shows, suas ilustrações valorizavam a figura feminina – caso dos famosos pôsteres para os espetáculos da atriz Sarah Bernhardt no Teatro Renaissance.

Foto: Mucha Trust 2019

O artista, contudo, não restringia sua produção a fins comerciais. Assim, os núcleos ‘O Estilo Mucha – Uma Linguagem Visual’ e ‘Beleza – O Poder da Inspiração’ abordam mensagens menos explícitas de seus trabalhos, como o desejo pela libertação do povo eslavo, então dominado pelo Império Austro-húngaro. Para isso, Mucha lançava mão de figurinos e adereços folclóricos e também buscava suprimir a profundidade, remetendo à arte bizantina.

A ligação com a Art Nouveau – que, entre outros aspectos, bebia na fonte de estilos orientais para propor uma nova forma de expressão no Ocidente – também aparece na mostra, que ressalta, em um último núcleo, como Mucha se tornou um dos nomes mais influentes dessa corrente. Sua produção, por exemplo, foi resgatada pela Geração Beat e por várias produções de HQs.

ONDE: Centro Cultural Fiesp. Galeria de Arte. Av. Paulista, 1.313, metrô Trianon-Masp, 3549-4499. QUANDO: Inauguração: 4ª (18). 10h/22h (dom., 10h/20h; fecha 2ª). Até 15/12. QUANTO: Grátis.

Tendências: