História de Silvio Santos ganha exposição interativa no MIS
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

História de Silvio Santos ganha exposição interativa no MIS

Redação Divirta-se

01 Dezembro 2016 | 18h24

Programa Silvio Santos_Fotosergio sade-RevistaChic_Acervo MIS-SP_baixa

Foto: Sergio Sade/Acervo MIS

Há meses, a equipe de curadoria do MIS tem feito pesquisas em diferentes acervos e entrevistado personalidades para apresentar a vida de um dos principais nomes da TV brasileira em ‘Silvio Santos Vem Aí!’, a partir de quarta-feira (7).

Apresentador, radialista, empresário, cantor e quase político, Silvio tem sua trajetória ligada ao surgimento e à ascensão da televisão. E essa é uma das histórias que a exposição quer contar. “A imagem que as pessoas têm dele é de comunicador. E o que queremos pontuar aqui é, como comunicador, quais foram as transformações de que ele participou nesse tempo. Queremos tratar de memória televisiva”, explica Gabrielle Araújo, curadora da mostra ao lado de André Sturm.

Com cenários que remetem a seus programas, a exposição conta a história de Silvio usando recursos multimídia. Abaixo, o Divirta-se adianta os destaques da mostra e relembra curiosidades sobre o apresentador. Celso Filho e Renato Vieira

ONDE: MIS. Av. Europa, 158, Jd. Europa, 2117-4777. QUANDO: Inauguração: 4ª (7). 11h/20h (sáb., 10h/21h; dom. e fer., 10h/19h; fecha 2ª). Até 12/4/2017. QUANTO: R$ 12 (3ª, grátis).

FIQUE ATENTO

+ Para evitar filas, o MIS já está com ingressos antecipados à venda na internet. Eles custam R$ 30 no site: bit.ly/SilvioMIS

+ Como parte da ação ‘Porta da Esperança’, você envia uma carta ao MIS sobre como Silvio marcou sua vida e concorre a prêmios.

+ Na área dedicada a ‘Domingo no Parque’, aproveite para tirar uma foto em seu cenário – e, depois, recebê-la por e-mail.

ESTRELADA

A forte ligação de Silvio Santos com os Estados Unidos é lembrada por meio de uma ‘calçada da fama’ que compõe o trajeto da exposição. Desde o início, o caminho cenográfico traz estrelas com nomes de artistas e personalidades que fizeram parte da vida do apresentador. Por meio de um audioguia,
é possível saber mais sobre o nome destacado.

CARAVANAS

Nos primeiros contatos com Manoel de Nóbrega, na Rádio Nacional, Silvio recebeu o apelido de Peru que Fala. O termo foi parar nas ‘Caravanas do Peru que Fala’, em que ele levava artistas a tendas em espaços públicos de São Paulo. O projeto é lembrado com uma cenografia de circo e até o boneco original da época.

3D_Namoro na TV_cred CaseLúdico

Foto: reprodução

ANTES DO TINDER

Muitos casais surgiram com a ajuda de Silvio. Em 1979, ele estreava o ‘Namoro na TV’. Em um espaço sobre essa fase (projeto acima), há depoimento de um casal que se conheceu pelo programa. O MIS também procura pessoas que se apaixonaram assim. Basta mandar sua história por e-mail (namoronatv@mis-sp.org.br).

COLEGAS DE TRABALHO

Gugu Liberato, Eliana e Celso Portiolli são alguns dos muitos apresentadores que chegaram ao sucesso com a ajuda de Silvio Santos. Para lembrar essas relações próximas, o MIS tem feito um trabalho de recolher depoimentos de nomes importantes para a trajetória do apresentador. As declarações gravadas serão exibidas em um espaço especial da mostra.

Ali perto, também é contemplado seu show de calouros. Diferentemente de outros da época, ele foi marcado por dar destaque a um júri composto por figuras como Pedro de Lara, Sérgio Mallandro e Aracy de Almeida. Em um cenário que remete ao programa, o visitante pode saber mais sobre os famosos jurados, além de ouvir os bordões de cada um deles.

QUEM QUER DINHEIRO?

Aviõezinhos direcionam o visitante para a história de programas como ‘Topa Tudo por Dinheiro’ (foto abaixo) e ‘Show do Milhão’. Nesta seção, também é citada a estreia de ‘Casa dos Artistas’, em 28 de outubro de 2001. Foi o primeiro domingo desde a estreia do ‘Fantástico’ em que o dominical da Globo ficou em segundo lugar no Ibope. A organização da mostra conseguiu uma foto de Silvio feita em sua única visita à casa.

topa-tudo-por-dinheiro-1988-sbt(248,8x180,3)

Foto: SBT/divulgação

HISTÓRIA DA TV

A mostra ainda explora a relação de Silvio com a popularização da TV no Brasil – há, inclusive, várias câmeras expostas. No espaço do programa ‘Domingo no Parque’, você brinca na prova do ‘sim ou não’ e vê a saga do empresário para criar seu próprio canal – do fim da TV Tupi ao nascimento do SBT.

VOTE EM MIM

Na primeira eleição direta para presidente pós-ditadura, em 1989, Silvio concorreu pelo Partido Municipalista Brasileiro (PMB). Entrou no meio da campanha, substituindo Armando Corrêa, que renunciou. A candidatura de Silvio ia bem nas pesquisas e tinha a simpatia de José Sarney, então presidente, como mostra a capa ao lado – publicada em 21 de outubro de 1989 e que garimpamos do acervo do Estadão. Mas acabou sendo impugnada pelo Tribunal Superior Eleitoral por irregularidades no registro.

A exposição mostra esta faceta política com trechos de suas propagandas políticas e de seus programas do SBT – de forma espontânea, o apresentador falava sobre as mazelas do País. Silvio nunca mais se candidatou a cargo público.

SORRIR E CANTAR

Por décadas, ele gravou compactos e LPs, como o raro ‘Silvio Santos e Suas Colegas de Trabalho’, de 1974 (foto). Todos eles estarão expostos no MIS, lembrando os tempos em que Silvio animou
carnavais com marchinhas – que também podem ser ouvidas em uma playlist montada pelo Divirta-se: www.bit.ly/silviocanta

Mais conteúdo sobre:

Silvio SantosMISTV