Festival em restaurantes de São Paulo valoriza ingredientes coletados por povos indígenas
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Festival em restaurantes de São Paulo valoriza ingredientes coletados por povos indígenas

Lucineia Nunes

07 de dezembro de 2019 | 12h00

Idealizado pelo Instituto Socioambiental (ISA) e a rede Origens Brasil, o Festival pelos Povos da Floresta começa neste sábado (7), com a participação de oito casas, que vão servir pratos com ingredientes de povos indígenas, comunidades extrativistas e quilombolas, como castanhas, mel, farinhas, óleos e especiarias.

Arroz cremoso com cogumelos coletados por índios, do Dalva e Dito. Foto: Ricardo D’Angelo

Cogumelos coletados por índios ianomâmis, por exemplo, estão na ‘Mujeca de Peixe Moqueado’ (R$ 36), do Banzeiro (R. Tabapuã, 830, Itaim Bibi, 2501-4777), e no arroz cremoso com cogumelo e agrião (R$ 75), do Dalva e Dito (R. Pe. João Manuel, 1.115, Jd. Paulista, 3068-4444).

Torta de mel do Xingu de Marilia Zylbersztajn. Foto: Leo Martins

Já a confeiteira Marilia Zylbersztajn criou a torta de mel do Xingu com amendoim e chocolate 70% (R$ 17, a fatia), que estará à venda na doceria que leva seu nome (R. Fradique Coutinho, 942, V. Madalena, 4301-6003). O evento vai até 15/12.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: