Festivais levam programação variada a cidades perto de SP
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Festivais levam programação variada a cidades perto de SP

Redação Divirta-se

07 Julho 2016 | 17h42

Em julho, cidades próximas a São Paulo ganham programação especial. O Divirta-se dá dicas de atrações culturais e gastronômicas em várias delas.

BRAGANÇA PAULISTA

Foto: Carol Quintanilha/Div.

Foto: Carol Quintanilha/divulgação

+ Em uma antiga fazenda cafeeira, o Festival Arte Serrinha reúne programação de cinema, artes visuais, teatro e música. Sua 15ª edição começa neste fim de semana e vai até o dia 31/7. Entre as atrações, o ator Gero Camilo mostra seu lado cantor e compositor neste sábado (9), às 23h, no Galpão Busca Vida (Estr. da Serrinha, km 3). O festival ainda terá Sérgio Ricardo, em 24/7, e Chico César, em 30/7. Sáb. (9) a 31/7. www.arteserrinha.com.br

+ Outro motivo para visitar Bragança Paulista é aproveitar seu Festival de Inverno. A abertura é neste sábado (9), com show gratuito do sambista Tuco Pellegrino, às 16h, na Praça Raul Leme, no Centro. Sáb. (9) a 31/7. www.braganca.sp.gov.br

+ Comer a linguiça bragantina é quase uma obrigação para quem visita a cidade. No tradicional Bar Rosário, que funciona desde 1947, a porção para quatro pessoas sai por R$ 48. R. Barão de Juqueri, 6, 3403-1020. 11h/23h (dom., 2ª e 3ª, 11h/16h).

+ A apenas 30 km de Bragança, a pequena cidade de Pedra Bela guarda trilhas e cachoeiras que valem a visita. Uma das principais atrações do lugar é um santuário construído em cima de uma grande pedra, com vista Panorâmica.

PARANAPIACABA

Foto: Gabriela Biló/Estadão

Foto: Gabriela Biló/Estadão

+ A principal atração deste fim de semana em Paranapiacaba é a Feira de Artes e Antiguidades. Nesta edição, ela ocupa o Clube União Lyra-Serrano, na parte baixa da vila, reunindo cerca de 70 expositores – de peças de artesanato a vinis. No fim de julho, o distrito de Santo André também deve receber a 16ª edição de seu Festival de Inverno, com vários shows – mas as datas ainda não foram confirmadas. Av. Antonio Olyntho, s/nº. Dom. (10), 10h/17h. Grátis

+ A parte baixa também guarda museus e espaços culturais sobre a história da vila ferroviária. Um deles é o Museu Ferroviário do Funicular, com vagões, objetos antigos e máquinas. Pátio Ferroviário, s/nº, 2695-1151. Sáb., dom. e fer., 10h/16h. R$ 5.

+ Deu fome? Experimente a costela suína (R$ 105, para duas pessoas) do restaurante Estação Cavern Club. O prato vem com geleia de cambuci, fruta típica da culinária do distrito. Av. Fox, 525, 4421-0194. Sáb., dom. e fer., 12h30/17h e 20h/22h.

Foto: Beto Garavello/Div.

Foto: Beto Garavello/divulgação

+ Em plena mata atlântica, o parque municipal Nascentes de Paranapiacaba (foto) pode ser explorado por meio de seis trilhas. No entanto, para percorrê-las, é preciso contratar, no local, um guia credenciado pela prefeitura. R. Direita, 371, 4439-0321. 9h/16h (fecha 2ª). Grátis.

CAMPOS DO JORDÃO

Evelson de Freitas/Estadão

Foto: Evelson de Freitas/Estadão

+ O Jota Quest abre hoje (8) a programação do festival Arena Banco Original. Em 22/7, tem Nando Reis (foto) e, dia 29/7, Os Paralamas do Sucesso. Os shows começam às 23h. O evento reúne ainda baladas, espetáculos teatrais e atrações infantis. Campos do Jordão Convention Center. Av. Macedo Soares, 499, (12) 3663-5144. R$ 120 (shows). Até 31/7. www.ingressorapido.com.br

3 --- Festival de INverno - HeliópolisFoto: Marcos Bizzotto/divulgação

+ O Festival de Inverno de Campos do Jordão é um dos principais eventos de música clássica do País. Além de apresentações gratuitas em igrejas e na Praça do Capivari, há concertos no Auditório Cláudio Santoro. Lá, um dos destaques do fim de semana é a Orquestra Sinfônica Heliópolis, sob regência do maestro Isaac Karabtchevsky. Av. Dr. Luís Arrobas Martins, 1.880, Alto da Boa Vista. Dom. (10), 16h30. R$ 22. Até 31/7. www.ingressorapido.com.br

+ Não vá perder esse bonde: uma composição sai da Estação Emílio Ribas, percorre a Estrada de Ferro Campos do Jordão e tem como destino o portal da cidade. O tempo estimado da viagem é 25 minutos. 10h/17h (sáb. e dom., 10h/16h). R$ 14. www.efcj.sp.gov.br

+ Concebida como residência de veraneio do governador, o Palácio Boa Vista é aberto a visitação. O local tem obras de arte de Di Cavalcanti, Cândido Portinari, entre outros. Av. Adhemar Pereira de Barros, 3.001, 3668-9700. 10h/12h e 14h/ 17h (fecha 2ª e 3ª). Grátis.

+ O Museu Felícia Leirner tem uma particularidade: lá, as esculturas são expostas a céu aberto. As grandes obras da artista plástica ocupam uma área verde com 35 mil m2 de extensão. Av. Dr. Luís Arrobas Martins, 1.880, 3662-6000. 9h/18h. Grátis.

 

Foto: Divulgação.

Foto: divulgação.

+ Dividida em vinte ambientes, A Casa da Xilogravura é considerado o único museu do Brasil dedicado a esse tipo de gravura. Obras de Tarsila do Amaral e Utagawa Kunisada (foto) estão expostas. Av. Eduardo Moreira da Cruz, 295,3662-1832 . 9h/12h e 14h/17h (fecha 3ª e 4ª). R$ 6.

+ Completando 25 anos de atividade em 2016, a Chocolate Araucária abre sua fábrica para quem quiser conhecer o espaço onde o chocolate é feito, por meio de janelas e pontos de onde é possível ver as máquinas funcionando. Os visitantes também podem frequentar a loja e o café. R. Amadeu Carletti Jr., 255, (12) 3668-9588. 10h/18h. Grátis.

 

SÃO LUIZ DO PARAITINGA

 

Foto: Divulgação.

Foto: divulgação.

+ O nome da temporada de inverno, Um Friuzinho Esquentadô, que se estende até 31/7, revela o orgulho interiorano da cidade. Às sextas, das 21h às 23h30, músicos tocam serestas pelo centro histórico. Na programação, também há shows semanais no coreto da Praça Oswaldo Cruz, como o da banda Estrambelhados (foto), no dia 30/7, às 21h, tocando marchinhas.

 

Foto: Divulgação.

Foto: divulgação.

+ No Mercado Municipal, construído no final do século 19, vários boxes reúnem comidas e objetos típicos. Nas lojinhas, os mais vendidos são os tapetes de taboa e as roupas feitas em chita, muito utilizadas no carnaval da cidade. R. Cel. Manoel Bento, s/nº. 8h/17h (dom. 8h/12h).

+ No Cantinho dos Amigos, um dos restaurantes mais tradicionais da cidade, experimente o típico ‘Afogado’ (R$ 63, para dois), um cozido de acém com courinho de porco, temperado com sal, pimenta e alho. R. Cel. Domingues de Castro, 121, (12) 3671-1466. 11h/ 22h30 (6ª, até 0h; sáb., até 1h).

+ O Mai Será o Binidito serve cervejas artesanais, vinhos, cachaças e comidas de boteco. Entre as porções, está a de minipastel de farinha com requeijão de prato (R$ 22, 25 unid.). R. Monsenhor Ignácio Gióia, 380, (12) 3671-1527. 13h/22h (6ª, até 0h; sáb., 9h/0h; dom., 9h/22h; fecha 2ª e 3ª).

MONTE VERDE

Foto: Divulgação.

Foto: divulgação.

+ O 4° Festival de Inverno de Monte Verde, que vai até 23/7, reúne oficinas culturais, shows e concertos. No Palco Avenida (Av. Monte Verde, 922), a Família Dimantas (foto) se apresenta no sábado (9), às 20h – os irmãos Laima, Katrina e Tenis cantam músicas tradicionais da Letônia, de onde vêm. No mesmo dia, há várias oficinas de circo na Casa da Gastronomia (Av. das Montanhas, 75), a partir das 14h. Inf.: bit.ly/montvrd

+ Na charmosa cidade mineira, o Provence Cottage & Bistrô faz menu-degustação inspirado na gastronomia francesa, aliando-a à ‘culinária da roça’ (R$ 215, sem bebidas). Elaborado pelo chef Ari Kespers, inclui opções como a bochecha de porco acompanhada de picles de beterraba e a galinha caipira com quatro versões de milho e couve chamuscada. R. Cedrus Libani, 380, (35) 3438-1467. 21h/2h (fecha de dom. a 5ª). É necessário fazer reserva.

+ O nome da Piparkukas vem dos biscoitos apimentados, também típicos da Letônia. Na biscoiteria – especializada em receitas do país – o quitute sai por R$ 10 (100 g), mesmo preço da fatia de cuca. Av. Monte Verde, 1.035, (35) 3438-1477. 9h30/17h30 (sáb., até 19h; dom., até 17h).

+ Na Fazenda Radical, é possível praticar de tirolesa (R$ 65) a arco e flecha (R$ 25, por dez flechas). A falcoaria, que inclui o manuseio de falcões, é realizada apenas com agendamento, e custa R$ 40 por pessoa. Rod. Agostinho Patrus, Km 5, (35) 9 8871-2645. 9h/16h (sáb., até 17h).