Exposições: Laura Lima transforma Octógono da Pinacoteca em uma oficina de costura
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Exposições: Laura Lima transforma Octógono da Pinacoteca em uma oficina de costura

Júlia Corrêa

05 Julho 2018 | 16h20

A artista Laura Lima fala sobre a mostra ‘Alfaiataria’, em que ela instala, no Octógono da Pinacoteca, uma oficina de costura com funcionamento diário. Ali, profissionais vão confeccionar ‘trajes’ em molduras vazias, criando telas que interpretam ideias e desenhos de Laura.

Foto: Laura Lima

Como surgiu a ideia deste trabalho?
Eu já o mostrei na Holanda, aonde não quis levar uma mostra pronta e resolvi fazer um trabalho para ser acompanhado ao longo de três meses. Ele é processual – a paisagem vai se modificando. A diferença é que, lá, eu tinha uma ala no museu e, à medida que os alfaiates produziam, as obras iam para diferentes salas. Na Pinacoteca, elas ficarão suspensas no Octógono.

Como vê a fronteira entre arte e artesanato?
O que conta efetivamente é a ideia. Eu posso ter assistentes tecendo para mim, mas a minha visão de mundo está ali, é a linguagem do meu trabalho – o que gera o status de arte. Eles têm a liberdade para trocar uma combinação de tecidos sugerida por mim, caso não sirva para certos ângulos, mas eu vou
acompanhando.

O prédio da Pinacoteca já foi sede do Liceu de Artes e Ofícios. Há um diálogo aí, certo?
Eu poderia até ter feito um trabalho novo, mas era absolutamente magnético levar esse para lá, exatamente por causa da história do prédio. E eu quis concentrar no Octógono, que tem um fluxo elíptico de circulação de pessoas. Além disso, há o entorno da Pinacoteca, que tem toda a atmosfera têxtil do bairro.

ONDE: Pinacoteca. Octógono. Pça. da Luz, 2, Luz, 3324-1000. QUANDO: Inauguração: sáb. (7). 10h/18h (fecha 3ª). Até 8/10. QUANTO: R$ 6 (sáb., grátis).

CONFIRA OUTRAS INAUGURAÇÕES:

Flávio-Shiró
A mostra reúne pinturas, desenhos, fotografias e objetos produzidos pelo artista de origem japonesa, radicado no Brasil, que completa 90 anos em 2018. Pinakotheke. R. Ministro Nelson Hungria, 200, Morumbi, 3758-5202. Inauguração: 2ª (9). 10h/18h (sáb., 10h/16h; fecha dom.). Grátis. Até 11/8.

A Ilustração como Porta para o Mundo
A exposição destaca os 50 anos da Mostra de Ilustradores da Feira do Livro Infantil e Juvenil de Bolonha, em uma versão brasileira da exposição comemorativa realizada em Bolonha em 2016. Além dos 50 artistas escolhidos pela curadora Paola Vassalli, cinco nomes brasileiros foram incluídos na seleção por outra curadora, Dolores Prades. Entre eles, Daniel Bueno e Marilda Castanha. Sesc Bom Retiro. Al. Nothmann, 185, 3332-3600. Inauguração: 4ª (11). 9h/21h (sáb., 10h/21h; dom., 10h/18h; fecha 2ª). Grátis. Até 14/10.

Luiz Martins
Com curadoria de Ian Duarte Lucas, a mostra ‘Cidades Invisíveis’ reúne esculturas, fotografias e vídeos inspirados no livro homônimo do italiano Ítalo Calvino. Museu de Arte Sacra. Av. Tiradentes, 676, metrô Tiradentes, 3326-5393. Inauguração: sáb. (7). 9h/17h (fecha 2ª). R$ 4 (bilhete do metrô). Até 14/10.

Simbiosis
Idealizada por Toshio Murakami, a galeria Duo abre suas portas com exposição que ilustra sua principal proposta: o diálogo entre arte e tatuagem. São exibidas produções dos artistas plásticos e tatuadores Victor Montaghini, Victor Octaviano e Victor Zanotto. R. Augusta, 2.163, Jd. Paulista, 3064-5455. Inauguração: 3ª (10). 14h/20h (fecha dom. e 2ª). Grátis. Até 31/8.