As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Excesso de bagagem

Redação Divirta-se

26 de abril de 2013 | 00h06

‘Homem de Ferro 3’, que estreia hoje (26), dá início à nova fase do Universo Marvel e à contagem regressiva para ‘Vingadores 2’, previsto para 2015


VINGADOR | Tony Stark pronto para encarar o Mandarim

O mundo de Tony Stark em Homem de Ferro 3está longe de ser o mesmo dos dois primeiros capítulos da série. Após enfrentar um exército alienígena em Nova York acompanhado de um grupo de seres fantásticos em ‘Os Vingadores’ (2012), Stark precisa lidar com crises de ansiedade relacionadas às lembranças do confronto intergaláctico. Suas fragilidades também o incomodam: ele é o mais humano do quarteto que compõe com Hulk, Thor e Capitão América. Ao mesmo tempo, é assombrado por erros do seu passado recente, como playboy irresponsável.

Dessa vez, o cargo de diretor é ocupado por Shane Black– após as duas aventuras assinadas por John Favreau. ‘Homem de Ferro 3’ é a primeira produção dirigida por Black desde sua estreia no excêntrico e badalado ‘Beijos e Tiros’ (2005), também com Robert Downey Jr., e ele acrescenta carisma e dramaticidade à saga do herói enlatado.

Principal vilão das revistas do Homem de Ferro, o Mandarim ganha as telas como um terrorista de dotes midiáticos e origem desconhecida, interpretado por Ben Kingsley. Ao mesmo tempo, do passado de Stark, surge o cientista Aldrich Kilian (Guy Pearce) e um antigo affair (Rebecca Hall) – ambos com interesses escusos. Após ver sua casa ser destruída em um ataque do Mandarim e sua amada Pepper Potts ter a vida posta em risco, Stark parte para a ofensiva e investiga as origens do inimigo de interesses misteriosos.

Assim como aconteceu com o primeiro filme do personagem, cabe a ‘Homem de Ferro 3’ abrir a nova fase do Universo Marvel no cinema. Este equivale ao sétimo episódio da versão para a telona dos enredos publicados pela editora americana. Não entendeu? Nas páginas a seguir retomamos a saga para você não ficar perdido. E, se este serve de termômetro para os próximos filmes dos heróis criados por Stan Lee e Jack Kirby, podemos esperar por obras ainda mais fiéis à essência das HQs, mas maduras o suficiente para estabelecer regras próprias, e até melhores que suas versões originais.

clique na imagem para ver ampliada a timeline do Universo Marvel no cinema:

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: