As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Está no Papo: Arnaldo Antunes fala sobre o álbum ‘RSTUVXZ’, que ele lança em show no Sesc Pinheiros

Renato Vieira

05 Julho 2018 | 16h01

Antes de sair em turnê com os Tribalistas, ele faz show de lançamento do álbum ‘RSTUVXZ’, em que aproxima samba e rock.

Foto: Marcia Xavier

Você regravou sambas como ‘Vou Festejar’, que está no repertório do show, em ritmo de rock. Essa intersecção de estilos é algo que faz há algum tempo. A ideia de juntar os dois ritmos veio daí? Acho que sim. Sempre me senti livre para compor em qualquer gênero. Foi natural ouvir todos os tipos de música e escolher o que mais me interessava. A novidade é ter um disco atritando essas duas linguagens e, ao mesmo tempo, tentando fazer uma leitura própria delas.

O disco traz uma parceria inédita com Marcelo Fromer (guitarrista dos Titãs que morreu em 2001), ‘Se Precavê’. Como você redescobriu a música? Quando eu pensei o tipo de rock que eu queria para o disco, lembrei dela. Nem lembrava se era só minha e do Marcelo ou se tinha outro parceiro entre os Titãs – consultei todos eles. E ela é muito atual, nesses tempos em que as pessoas estão neuróticas atrás de segurança e de se preservar do mundo.

Como você está montando o repertório do show? Pensei em ser fiel ao conceito do disco. Tem 11 faixas dele no show e escolhi também músicas que tivessem um diálogo, uma fricção entre rock e samba. Tem releituras de sambas antigos que eu já regravei, além de outros meus, como ‘Alegria’, e rocks como ‘Televisão’.

ONDE: Sesc Pinheiros. Teatro Paulo Autran (1.010 lug). R. Paes Leme, 195, 3095-9400. QUANDO: 6ª (6) e sáb. (7), 21h; dom. (8), 18h. QUANTO: R$ 12/R$ 40. Cc.: D, M e V. Cd.: todos.

Mais conteúdo sobre:

Arnaldo Antunes