Emicida grava seu primeiro DVD em show repleto de convidados; confira entrevista
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Emicida grava seu primeiro DVD em show repleto de convidados; confira entrevista

Renato Vieira

16 de novembro de 2017 | 18h22

Caetano Veloso, Pitty, Karol Conka, Rael e Vanessa da Mata são alguns dos convidados que Emicida recebe para a gravação de seu primeiro DVD. Músicas inéditas devem entrar no repertório, além de canções que marcaram sua discografia, iniciada com mixtape de 2009. Confira abaixo entrevista com o rapper.

Foto: Daryan Dornelles

Qual o significado de escolher o dia da Consciência Negra para a gravação do seu primeiro DVD?
O Brasil, de uns tempos pra cá tem flutuado num vórtice de coisas ruins. Pensamentos obscuros, muitos combates foram travados para que hoje existisse um Emicida. Neste momento frustrante da história em que estamos, acho fundamental fortalecer uma data que representa uma figura histórica que nem em seu melhor sonho, imaginou que construiríamos o que construímos, então é antes de mais nada uma homenagem a Zumbi dos Palmares.

As forças obscuras que insistem em manter o Brasil grudado em seu trágico passado trabalham para nas entrelinhas desidratar o que uma data como o 20 de novembro representa. Por isso reforçar o valor da data e cravá-la em nossa história é afirmar tudo o que foi sonho de nossos ancestrais, comemorando o antes, trabalhando o agora e semeando o amanhã.

Qual a importância do dia da Consciência Negra?
O Brasil precisa falar de forma mais madura sobre o racismo, sobre as suas várias desigualdades. Uma data com este tema é mais do que um feriado, é um dia de reflexão, um lembrete urgente de que ainda estamos muito longe do que poderíamos considerar aceitável e mais ainda do ideal. É necessário trabalho conjunto de muitas mentes e mãos. De várias cores, afinal não é responsabilidade somente das pessoas de pele escura lutar pelo fim desse tipo de opressão.

Como foram escolhidos os convidados?
Eu quis trazer gente que faz parte da minha história de alguma forma, gente que me inspirou e me fez querer ser mais no meu caminho. Vão faltar 2 caras que estarão lá em energia com certeza: Chorão e seu Wilson das Neves. Mas, de onde estão, tenho certeza que estarão vibrando por esta conquista da música das favelas do Brasil.

Audio (3.200 lug.). Av. Francisco Matarazzo, 694, Água Branca, 3862-8279. 2ª (20), 19h. R$ 140 (4º lote). Cc. e Cd.: todos.

Tudo o que sabemos sobre:

Emicida

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: