Em nova peça, Gero Camilo e Victor Mendes recriam antigo reduto de sambistas cariocas; confira outras estreias de teatro
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Em nova peça, Gero Camilo e Victor Mendes recriam antigo reduto de sambistas cariocas; confira outras estreias de teatro

Júlia Corrêa

17 Novembro 2016 | 18h21

A arte como resistência dá o tom de Razão Social, nova peça com texto e direção de Gero Camilo e Victor Mendes, que também integram o elenco. Os dois vivem um operário e um estudante que, na noite do golpe militar de 1964, encontram abrigo no Zicartola, restaurante de Dona Zica (Fabiana Cozza) e Cartola (Adolfo Moura).
O conhecido reduto de artistas cariocas nos anos 1960 é recriado como espaço para visitas fictícias. Para isso, os atores e os músicos revezam-se nos papéis de sambistas icônicos. Victor Mendes, por exemplo, aparece como Noel Rosa. E Fabiana Cozza dá vida também a Clementina de Jesus e Nara Leão. Em meio a esses encontros, os personagens buscam aliviar o medo do novo regime.

Foto: Roberto Setton/divulgação

Foto: Roberto Setton/divulgação

90 min. 14 anos. Sesc Bom Retiro. Teatro (291 lug.). Al. Nothmann, 185, 3332-3600. Estreia 6ª (18). 6ª e sáb., 21h; dom., 18h. R$ 9/R$ 30. Até 18/12.

 

CONFIRA OUTRAS ESTREIAS:

Auê
Dirigido por Duda Maia, o novo musical da companhia Barca dos Corações Partidos é embalado por letras sobre o amor, compostas pelo próprio grupo. Em clima festivo, os atores tocam instrumentos ao vivo. 90 min; 12 anos. Teatro Faap (506 lug.). R. Alagoas, 903, Higienópolis, 3662-7233. Estreia 6ª (18). 6ª e sáb., 21h; dom., 18h. R$ 50/R$ 70. Até 18/12.

O Bote da Loba
Com texto inédito de Plínio Marcos e direção de Marcos Loureiro, a peça explora o universo feminino sob a óptica de duas mulheres em uma sessão de tarô. Com Anette Naiman e Luciana Caruso. 60 min. 16 anos. Teatro Garagem. Sala Caixa Preta (30 lug.). R. Silveira Rodrigues, 331A, V. Romana, 9 9122-8696. Estreia 6ª (18). 6ª e sáb., 21h. R$ 40. Até 17/12. 

God
Miguel Falabella dirige e estrela a versão brasileira da aclamada comédia da Broadway. Na peça, o ator vive Deus, que resolve propor novas leis e esclarecer mal-entendidos a seu respeito. 90 min. 12 anos. Teatro Procópio Ferreira (624 lug.). R. Augusta, 2.823, Jd. Paulista, 3083-4475. Estreia 6ª (18). 6ª, 21h; sáb., 18h e 21h; dom., 18h. R$ 90/150. Até 18/12. 

Casa Apodrecida
Para a peça, inspirada no enredo de traição da obra ‘O Primo Basílio’, de Eça de Queirós, o diretor Leonardo Bertholini optou pela ausência de texto e pela ênfase no movimento dos atores. Com Bianca Fernandes, Marco Biglia e outros. 70 min. 18 anos. Oficina Cultural Oswald de Andrade (40 lug.). R. Três Rios, 363, Bom Retiro, 3222-2662. Estreia sáb. (19). 2ª e 3ª, 20h.