Divirta-se: entre rótulos especiais e artesanais, visitamos dez novas cervejarias de São Paulo
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Divirta-se: entre rótulos especiais e artesanais, visitamos dez novas cervejarias de São Paulo

Humberto Abdo

12 Julho 2018 | 15h58

Com receitas especiais, versões artesanais e de fabricação própria, um roteiro de cervejarias abertas recentemente na cidade

Cervejaria Central. Foto: Filipe Redondo

 

+ Produzidas nos fundos da casa, as cervejas da Trilha Cervejaria incluem tipos como Pilsen, variações de IPA e receitas de Bock e Stout. Após fazer o pagamento no balcão, os frequentadores – principalmente grupos de amigos e moradores da região – acomodam-se em cadeiras de praia ou na lateral do bar. Nos copos, opções como Morangada (R$ 22, 310 ml), chope Sour com sabor de morango, ou Ristache (R$ 20, 225 ml), uma Russian Imperial Stout com toque de pistache, envelhecida em barril de carvalho. O espaço não tem cardápio de comida, mas reúne sugestões de delivery em um grande mural. R. Apinajés, 137, V. Pompeia, 4329-0193. 17h/23h (sáb., 12h/23h; dom., 12h/22h; fecha 2ª). Cc.: todos. Cd.: todos.

Foto: Marcelo Rodrigues

+ Das 15 torneiras da Vórtex BrewHouse (foto acima), seis servem chopes de produção própria, como o Vórtex Huracán (R$ 20, o pint), uma American IPA, e o Vórtex Lager (R$ 12, o pint). Em homenagem à sede da Copa do Mundo, a casa lançou a sazonal Vórtex Czarina (R$ 24, 400 ml), uma Russian Imperial Stout, com teor alcoólico mais elevado. Na parede externa da cozinha, a ilustração com o título ‘Como Nasce a sua Cerveja’ indica cada processo da produção. Lá de dentro, saem hambúrgueres e porções como o ‘Bolinho de Arroz’ (R$ 15, 8 unid.), feito com ervas, bacon e queijo parmesão. R. Alexandre Dumas, 1.129, Chácara S. Antônio, 5184 -0526. 18h/0h (sáb., 12h/ 0h; dom., 12h/20h; fecha 2ª). Cc.: todos. Cd.: todos.

Foto: Filipe Redondo

+ Em uma rua residencial, a Cervejaria Central lembra um refeitório minimalista, com luzes baixas e cores neutras (foto acima). São poucas distrações, para quem preza pelo essencial: cerveja boa. Peça a Simcoe 101 (R$ 23, o pint), uma IPA Single Hop, e experimente ao menos uma das Milk Stouts da lista, como a marcante Central PPD (R$ 24, o pint), produzida com lactose e café. Do menu, os sanduíches saciam bem a fome – como o ‘Escabeche’ (R$ 26), que leva sardinha com maionese de molho de ostras e pimenta sriracha. Há ainda petiscos como bolinhos de mandioca com ragu de rabada, agrião e requeijão de corte (R$ 15). R. Jesuíno Pascoal, 101, V. Buarque, 4179-7534. 18h/0h (6ª e sáb., 18h/1h; fecha dom. e 2ª). Cc. e Cd.: todos.

LEIA MAIS | Um roteiro de bares e lanchonetes com jogos de tabuleiro, mesas de sinuca e fliperamas

+ A Cervejaria Zuraffa serve três rótulos próprios, como a Kazanan (R$ 15, o pint), do tipo Stout. A quarta torneira recebe sempre uma artesanal ‘convidada’. O menu enxuto inclui batatas rústicas (R$ 20). E a decoração é inspirada em uma ida dos sócios à Turquia – no 2º andar, há fotos registradas na viagem. R. Artur de Azevedo, 1.902, Pinheiros, 2371-8391. 17h/ 23h45 (sáb., 14h/23h45; dom., 14h/ 19h; fecha 2ª e 3ª). Cc.: todos. Cd.: todos.

Foto: Carolina Garcia

+ Com carta de chopes atualizada todos os dias, o TapTap fica em uma charmosa esquina perto da Praça Roosevelt. São 16 torneiras, que costumam servir Lager, IPA e cervejas de trigo, incluindo edições limitadas. O cardápio lista petiscos como o canapé de linguiça Blumenau (R$ 20; foto acima) e sanduíches como o de choripán (R$ 25), com linguiça artesanal, queijo brie e chimichurri. R. da Consolação, 455, Consolação, 98477-8849. 12h/1h (dom., 12h/21h). Cc.e Cd.: todos.

+ No 2º andar de um boulevard formado por vários contêineres, o King Skl. Beer serve, em torneiras, chopes que mudam toda semana. Fabricantes nacionais fazem parte da seleção, como o Mucho DH Hazy DIPA (R$ 37, o pint), edição limitada de uma Double IPA da Cervejaria Perro Libre. Para acompanhar as cervejas especiais, o menu lista alguns petiscos – entre eles, o ‘Tomorrowland’ (R$ 14), kafta de cordeiro artesanal prensado em pedaços de pão sírio. R. Marambaia, 538, Casa Verde, 99135-0932. 12h/22h (6ª, 12h/23h30; sáb., 13h/0h; dom., 17h/22h). Cc.: todos. Cd.: todos.

Foto: Carolina Cruz

+ Na Cerveja a Granel (foto acima), você mesmo se serve, após carregar um cartão de consumo e escolher um dos rótulos das torneiras. Eles mudam semanalmente e incluem sempre IPAs, além de opções como a Dark Neon (R$ 6,20, 100 ml), uma Sour. R. Barão de Tatuí, 402, V. Buarque, 2894-2149. 17h/23h (sáb., 13h/23h; dom., 13h/19h; fecha 2ª e 3ª). Cc.: E, M e V. Cd.: E, M e V.

Foto: Fernando Satt

+ Termos em latim que significam ‘Nova Ordem Lupular’ e ‘Fé no Lúpulo’ enfeitam a parede da Cervejaria Dogma (foto acima) e ilustram a paixão dos sócios pela bebida. Com receitas criadas pela marca, o espaço investe em combinações cheias de personalidade, como a Covalency (R$ 33, o pint), uma Sour Douple IPA feita com manga, de sabor ácido e levemente frutado. Já a Morning Gringo (R$ 33, 350 ml) é uma Imperial Stout que leva café e maple syrup. Para matar a fome, todo dia um food truck convidado estaciona na porta. R. Fortunato, 236, V. Buarque. 17h/22h30 (sáb., 12h/22h30; dom., 12h/19h; fecha 2ª e 3ª). Cc.: D, E, M e V. Cd.: D, E, M e V. Inf.: bit.ly/CervDogma

Foto: Victor Vivacqua

+ Não bastassem as noites de música ao vivo e os chopes – são oito nas torneiras, além de rótulos divididos em categorias como Lupuladas e Mais Alcoólicas –, o Bardassê (foto acima) também entretém pela decoração criativa. No alto do bar, uma fileira de garrafas simula as linhas de envase das cervejarias. O bar serve marcas tradicionais, como Serramalte, e artesanais, como Wäls e Colorado. A Wäls 42 (R$ 22, 330 ml), de estilo Saison, frutada e com coloração âmbar, é uma boa pedida. Para comer, os itens do menu levam ingredientes da cerveja nas receitas, como a ‘Coxinha de Frango’ (R$ 36, 8 unid.), empanada com trigo e cevada. R. Dr. Renato Paes de Barros, 994, Itaim Bibi, 3044-1307. 7h/2h (sáb., 10h/2h; dom., 10h/21h; 2ª e 3ª, 7h/22h; 4ª, 7h/23h). Couv. art.: R$ 15. Cc.: todos. Cd.: todos.

Foto: Humberto Abdo

+ Pode ser o aroma de melaço prestes a ser despejado em cima do queijo coalho (R$ 8,50) ou, então, o cheiro do cheddar derretido no chope IPA servido no ‘Burger Beer’ (R$ 24,50), com cebola caramelizada, bacon e agrião. Seja qual for a receita, a cozinha do Empório da Cerva conquista as atenções com seus petiscos e hambúrgueres. Eles são o complemento perfeito para, claro, as cervejas – listadas com giz na parede deste “bistrô cervejeiro”, como o dono Alex Amaral define a casa após uma reforma feita em março. As paredes são repletas de pôsteres e as torneiras têm puxadores engraçadinhos (foto acima). Além das garrafas de marcas nacionais e importadas enfileiradas nas geladeiras (opções para levar para casa), o bar serve rótulos que mudam periodicamente, como a popular Guinness (R$ 31, o pint); a Imperial Porter 3 Lobos Bravo (R$ 31, o pint), da cervejaria mineira Backer; e a ótima Burgman Casanova (R$ 17, o pint), fabricada em Sorocaba, de estilo Lager, cor dourada e sabor cítrico. Às terças-feiras e aos sábados, o bar serve alguns rótulos em sistema ‘double’. R. Pirapora, 98, Paraíso, 3051-4311. 12h/23h30 (2ª, 12h/16h; 3ª, 12h/22h; fecha dom.). Cc.: todos. Cd.: todos.