Divirta-se: cinco lugares para comer pizza individual em São Paulo
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Divirta-se: cinco lugares para comer pizza individual em São Paulo

Lucineia Nunes

16 de junho de 2019 | 17h00

Pizza da Bráz Elettrica (Foto: Bruno Geraldi)

Bráz Elettrica. A casa é despojada – com pedido feito no caixa e retirado no balcão, e bebida escolhida na geladeira. As pizzas, assadas em forno elétrico, têm massa de fermentação natural e coberturas criadas pelo consultor Anthony Falco (ex-Roberta’s, de Nova York). Entre os sabores, estão a ótima margherita e a ‘Supertramp’, com muçarela, pancetta, clara de ovo, purê de batata e um fio de gema. Mas, se quiser outra pizza, não tem jeito – tem de voltar para a fila. A rede já conta com várias unidades na capital. R. dos Pinheiros, 220, Pinheiros, 3061-5401. 12h/1h (6ª e sáb., 12h/4h; dom., 12h/0h).

Divina Increnca. Depois de rodar a cidade como um food truck, a pizzaria estacionou num ponto fixo na Pompeia e, logo em seguida, ganhou mais três unidades, em Perdizes, Santa Cecília e Moema. Sente-se no balcão e peça sua pizza individual, fermentada naturalmente, com bordas volumosas e recheio na medida. Além da clássica margherita, destaque às coberturas inventivas como a ‘Pecora’, com salame de cordeiro, ricota defumada e alecrim. R. Marquês de Itu, 1017, V. Buarque, 3667-7608. 18h/23h (fecha 2ª).

Marias & Clarices. Pizzas individuais, de fermentação natural, bastante molho e pouco recheio – apesar das semelhanças, não se trata de uma pizzaria napolitana. Nessa casa de salão moderno e intimista, as redondas têm massa à base de farinha e cerveja artesanal (IPA, Stout ou Weiss, à escolha do cliente), daí a crocância. A cobertura que leva o nome da pizzaria combina queijo brie, figo, fatias finíssimas de pancetta curtida no bourbon e fio de mel de laranjeira. Já a ‘Biza’ leva abobrinha refogada, muçarela e parmesão. R. Mourato Coelho, 1.447, V. Madalena, 3819-3310. 11h/15h e 18h/0h (sáb. e dom., 18h/0h; fecha 2ª).

Pizza da Carlos (Foto: Tiago Queiroz/Estadão)

Carlos Pizza. Com ambiente agradável, tem forno comandado por Luciano Nardelli. As pizzas, individuais, são abertas rusticamente e assadas a 450° C. Surpreendem pela textura e combinação as redondas cobertas com escarola, nozes e raspas de limão-siciliano; também peperoni e picles de erva-doce; e a ‘Margherita da Casa’, com molho de tomate, muçarela de búfala, parmesão, azeitonas pretas e manjericão fresco. R. Harmonia, 501, V. Madalena, 3813-2017. 18h/0h.

Leggera. A ambição de fazer uma pizza mais leve – leggera (em italiano) – levou o pizzaiolo André Guidon à Itália. Em 2014, venceu um concurso de pizzaiolo estrangeiro em Nápoles. O trunfo, diz ele, é aliar a técnica a ingredientes de qualidade, como muçarela fresca, tomate e farinha italianos. Destaque para as redondas ‘Cosacca’, com molho de tomate, manjericão, azeite e pecorino romano, e a ‘Alla Salsiccia’, com molho de tomate, muçarela, parmesão, linguiça fresca artesanal assada no forno a lenha e manjericão. R. Diana, 80, V. Pompeia, 3862-2581. 19h/23h (6ª e sáb., 19h/23h30; dom., 19h/22h; fecha 2ª).

Tendências: