Dirigido por Oliver Stone, filme mostra trajetória do ex-espião norte-americano Edward Snowden
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Dirigido por Oliver Stone, filme mostra trajetória do ex-espião norte-americano Edward Snowden

Redação Divirta-se

10 Novembro 2016 | 18h50

Por Luiz Zanin Oricchio

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Oliver Stone é diretor de filmes políticos. Autor de obras como ‘Nascido a 4 de Julho’, ‘Nixon’ e ‘JFK’, seria previsível que fosse tentado a filmar a história de Edward Snowden, gênio da informática e agente dos serviços secretos norte-americanos que vazou informações comprometedoras de um gigantesco esquema de espionagem eletrônica disseminado pelo mundo.

Em Snowden – Herói ou Traidor, Edward (vivido por Joseph Gordon-Levitt) é mostrado desde o início de sua trajetória, quando presta exame para se tornar funcionário do governo. Entra em contato com o dissidente Hank Forrester (Nicolas Cage) e este lhe dá as primeiras dicas sobre as ações ilegais das agências norte-americanas, em especial a NSA (National Security Agency). O novato percebe que algo errado se esconde por trás de ações supostamente patrióticas. E que as garantias de privacidade individuais podem estar ameaçadas em nome de razões de segurança.

Stone conduz o filme como bom thriller político. E a história não deixa de ter também esse aspecto quixotesco do homem solitário que luta contra todo um sistema. Mas vai além disso. Não deixando o entretenimento de lado, o filme mostra que tais razões de segurança (acirradas após os atentados de 11 de Setembro) funcionam como pretextos para razões maiores. Estas seriam estender o controle de informações em nível mundial, para assegurar a supremacia norte-americana sobre o planeta. O filme é vibrante e lúcido.