Descubra cinco lugares para ver esculturas ao ar livre em São Paulo
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Descubra cinco lugares para ver esculturas ao ar livre em São Paulo

Júlia Corrêa

05 de março de 2019 | 18h59

Parque Buenos Aires
Embora tenha sido inaugurado em 1987, o parque foi criado a partir da Praça Higienópolis, que data de 1913. Além de pista de corrida e espaço próprio de recreação para cachorros, o lugar tem espelho d’água e esculturas, como a obra ‘Mãe’, de Caetano Fracaroli. O local também recebe apresentações culturais, tem aparelhos de ginástica e espaços para contemplação e caminhadas. Como não é permitido andar de bicicleta ou skate, o parque é tranquilo e recebe frequentadores da terceira idade, que podem ainda ter aulas gratuitas de atividades físicas leves. Av. Angélica, s/nº, Higienópolis.

Foto: Sergio Castro/Estadão

MuBE – Museu Brasileiro da Escultura e Ecologia
Com prédio projetado por Paulo Mendes da Rocha e jardim assinado por Burle Marx, o museu tem um acervo reduzido, apostando em exposições temporárias de nomes ligados às artes moderna e contemporânea. Entre as esculturas dispostas em seus espaços internos e externos, há criações de nomes como Arcangelo Ianelli, Francisco Brennand e Victor Brecheret. R. Alemanha, 221, Jd. Europa, 2594-2601.

Cemitério da Consolação
Museu a céu aberto, o Cemitério da Consolação abriga tantas obras que é o primeiro na cidade a receber a tecnologia QR Code. Os códigos permitem descobrir o perfil do sepultado em cada alameda e também detalhes do monumento erguido sobre o respectivo túmulo. Também há visita guiada gratuita. O guia sabe de cor o nome completo, apelido, data de nascimento e de morte da maioria das pessoas ali enterradas. Também há criações de Ramos de Azevedo, Victor Brecheret e Raphael Galvez, entre outros. Para a visita, é necessário agendamento pelo e-mail assessoriaimprensa@prefeitura.sp.gov.br. R. da Consolação, 1660, Consolação, 3396-3814.

Foto: Tiago Queiroz

Jardim da Luz
Também conhecido como Parque da Luz, é o mais antigo jardim botânico e parque público da capital. Foi ali que, em 1900, foi inaugurado o Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo, atualmente Pinacoteca do Estado. No jardim, há árvores centenárias, aquário subterrâneo, viveiro, oito lagos e gruta. Também há uma bela coleção de esculturas, de artistas como Brecheret e Maria Martins. Diversos eventos são realizados no parque, que tem espaço para apresentações, espelhos d’água, gruta com cascata, equipamento de ginástica, entre outras atrações. Pça. Luz, s/nº, Bom Retiro, 3227-3545.

MAM
Fundado em 1948, por Francisco Matarazzo, o Museu de Arte Moderna de São Paulo possui acervo com mais de 5 mil obras de arte moderna e contemporânea. Do lado de fora, o Jardim de Esculturas, projetado por Burle Marx, exibe 30 obras em uma área de 6 mil metros quadrados. Pq. Ibirapuera, s/nº.

Tudo o que sabemos sobre:

esculturasarte ao ar livre

Tendências: