As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Deborah Evelyn protagoniza o drama 'Hora Amarela', do americano Adam Rapp

Redação Divirta-se

19 de fevereiro de 2015 | 16h00

Ubiratan Brasil

Ellen é uma mulher cercada de expectativas. Presa a um porão, enquanto uma guerra estoura nas ruas acima, ela aguarda a volta do marido, desaparecido. Com arma sempre em punho, Ellen se assusta com a chegada de cada nova visita. “Em meio à barbárie dominante, ela ainda resiste moralmente e mantém sua dignidade”, comenta a atriz Deborah Evelyn, que vive a personagem principal de Hora Amarela, que entra em cartaz hoje (20), no Sesc Bom Retiro.

Escrito pelo americano Adam Rapp em 2012, o espetáculo se passa em Nova York em um momento não definido do futuro. Quando estreou nos EUA, surpreendeu público e crítica com a terrível visão de um futuro possível para o país. Afinal, a guerra apresentada – entre uma potência desconhecida e os EUA – atinge proporções aterradoras. “O texto sugere uma tensão constante, o que reflete na interpretação e também no cenário, iluminação e na trilha sonora especialmente composta”, observa a diretora Monique Gardenberg, que não trabalhava com Deborah Evelyn desde a montagem de ‘Baque’, em 2005.

Para o sucesso da empreitada – a peça realmente mantém suspensa a respiração do espectador durante seus 90 minutos – contribuiu o cenário criado por Daniela Thomas (um bunker sufocante) e a iluminação de Maneco Quinderé, baseada em faixas de luz nas quais não se nota a origem.

Essencial também é o elenco – Ellen é surpreendida pela passagem de diferentes personagens, como Maude (Isabel Wilker), jovem viciada em drogas à procura de abrigo, o professor Hakim (Michel Bercovicth), que traz notícias do mundo externo e um fugitivo sírio (Daniel Infantini), que não consegue se comunicar por nenhuma língua que não a sua. “O cenário é desolador e sugere que a humanidade segue para um futuro sombrio”, conta Deborah. “Ellen, no entanto, prova que ainda é possível manter a integridade.”

ONDE: Sesc Bom Retiro. Teatro (291 lug.). Al. Nothmann, 185, 3332-3600.
QUANDO: Estreia hoje (20). 6ª, 20h; sáb., 19h; dom., 18h. Até 29/3.
QUANTO: R$ 9/R$ 30.

Tudo o que sabemos sobre:

Adam RappDeborah EvelynHora Amarela

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.