Conheça novos bares inaugurados na região de Perdizes e Pompeia
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Conheça novos bares inaugurados na região de Perdizes e Pompeia

Humberto Abdo

12 de setembro de 2019 | 14h59

Visitamos novas casas que, com boas opções gastronômicas, drinques e cervejas, renovam a vida noturna da região

Mundi Bar. Foto: Gustavo Mandu

Com receitas de vários países, o Mundi Bar propõe uma ‘viagem’ pela coquetelaria mundial. Na entrada, um passaporte com foto tipo Polaroid (R$ 7) é feito na hora e usado para marcar com carimbos os drinques consumidos a cada visita – ao colecionar dez, o ‘passageiro’ ganha um coquetel. No menu, o bar serve oito versões autorais. Escolha a ‘American Apple Pie’ (R$ 28), feita com bourbon, maçã, xarope de especiarias e suco de limão. Clássicos como ‘Cosmopolitan’ (R$ 26; foto), dos Estados Unidos, fazem parte da lista. Pizzas e bruschettas, como a de brie e melaço (R$ 26, 2 unid.), compõem o menu. R. Itapicuru, 828, Perdizes, 2776-8526. 18h/0h (6ª e sáb., 18h/1h; fecha dom. e 2ª).

Esquina do Souza. Márcio Filho

Das muitas esquinas de Perdizes ocupadas por barzinhos, é a Esquina do Souza (foto) que serve um dos melhores petiscos típicos de boteco no bairro: os ‘Bolinhos de Arroz com Queijo Gorgonzola’ (R$ 30, 6 unid.), sequinhos e bem macios. Caldinho de feijão (R$ 9), porções e sanduíches completam o menu. Para beber, vá de chope Brahma (R$ 8,90, 275 ml) ou escolha uma das variações de caipirinha (R$ 22/R$ 38), com sugestões de sabores expostas nas paredes do bar – entre elas, tangerina com pimenta e três limões com rapadura. R. Cel. Melo de Oliveira, 1.066, Pompeia, 2538-1861. 17h30/23h30 (sáb., 12h30/23h30; dom., 12h30/19h30; fecha 2ª).

Piracás – Foto: Dezcarga

Em outra esquina, a área externa do gastrobar Piracás, ampla e bem iluminada (foto), é ideal para dias mais quentes. O local tem uma extensa lista de drinques autorais, como o ‘Vitória Régia’ (R$ 39), com gim, pepino infusionado na maçã, limão, água de flor de laranjeira e clara de ovo. Para acompanhar, a porção ‘Croquetas de Jámon’ (R$ 39, 6 unid.), com molho aioli da casa, é boa pedida. R. Piracuama, 128, Perdizes, 3871-9653. 18h/1h (sáb., 12h/1h; dom., 12h/0h; 2ª e 3ª, 18h/0h).

H. Gin – Red Cup. Foto: Silvia Blank

Com uma porta discreta, escondida em uma das ladeiras do bairro, a letra ‘H’ luminosa ajuda a identificar a entrada do H. Gin Bar, aberto em janeiro deste ano. O local se destaca por produzir os próprios insumos dos drinques, sempre elaborados com gim. Na nova carta, surgem receitas como a do ‘Rabelo #2’ (R$ 25), com gim envelhecido em carvalho francês, vinho do Porto com infusão de morango queimado, licor Maraschino Luxardo e vermute doce e seco. Outra opção é o ‘Red Cup #2’ (R$ 25; foto), que leva, além do destilado, licor de amora, vinho do Porto, limões, geleia de figo e soda de pepino. Para comer, vale pedir a ‘Sobrasada Mallorquina’ (R$ 25), saboroso embutido espanhol servido sobre fatias de pão com mel e castanha de caju. R. Min. Gastão Mesquita, 586, Perdizes. 19h/ 1h (6ª e sáb., 19h/2h; fecha dom. a 3ª).

MiCi. Foto: JF Diorio/Estadão

Escondido no subsolo do MiCi Restaurante, um pequeno e aconchegante espaço de teto rebaixado abriga o Baixo MiCi, aberto em junho deste ano. Além de um simpático sofá rosa retrô, iluminação reduzida e quadros com retratos de músicos dão o tom da decoração. O menu tem drinques brasileiros, variações de gins-tônicas e três receitas da casa. Experimente o ‘Beta’ (R$ 32; foto), de tequila, Cointreau, limão-siciliano e suco de beterraba com abacaxi, servido em copo com borda de sal – uma combinação potente e agridoce, boa para beber sem pressa. Das comidinhas, vale a pena pedir a porção de canapés com queijo da Canastra empanado, pastrami de javali e geleia de vinho (R$ 32, 6 unid.). Uma novidade: às quintas-feiras, a partir das 20h, o local recebe apresentações de jazz ao vivo (couvert artístico: R$ 12). R. Ministro Ferreira Alves, 244, Perdizes, 3871-5294. 19h/0h (sáb., 19h30/0h; fecha dom. a 4ª).

Volátil – Foto: Nicholas Ruiz

No final de um corredor fica o Volátil, bar de cervejas artesanais, coquetéis e sanduíches, na Pompeia. A lista de rótulos disponíveis é exposta em uma grande lousa, visível a partir das mesas comunitárias, dos sofás e do balcão (foto). São sempre oito opções, que variam periodicamente, com produtoras nacionais como Satélite e Augustinus. A Satélite Black Infinity (R$ 31, o pint), por exemplo, é uma Double Black IPA com sabor de malte torrado. Com tantas cervejarias na cidade, essa ganha pontos pelo menu de sanduíches grelhados, caseiros e bem recheados – que faz um bom par com as cervejas. Entre eles, o ‘Carne Lôca’ (R$ 17, o pequeno; R$ 29, o grande) leva carne desfiada, pimentão, cebola, cream cheese, muçarela e queijo prato. Av. Pompeia, 1.999, Pompeia. 18h/23h (6ª, 18h/0h; sáb., 17h/1h; fecha dom. e 2ª).

Mundano Bar – Humberto Abdo/ Estadão

Além das dez torneiras de cerveja do Mundano Bar, o local conta com uma extensa lista de bebidas – entre doses de cachaça, caipirinhas, drinques e até duas versões não alcoólicas. Apesar da abundância, a cerveja ainda é a melhor companhia para petiscos, caldinhos e pratos da casa, como o ‘Schnitzel Xadrez’ (R$ 39), bife de pernil empanado em farinha panko, servido em tiras. Para acompanhar, a Karma Coconut (R$ 20, o pint), cerveja do tipo Stout da Cervejaria Karma, é uma boa pedida. Dos caldinhos, peça o de feijão (R$ 12), clássico de boteco servido em copo tipo americano de 200 ml. R. Dr. Franco da Rocha, 402, Perdizes, 3476-0935. 17h/0h (sáb., 12h/0h; fecha dom. e 2ª).

OUTROS TEMPOS

Além das novidades, vale (re)visitar bares clássicos da região, como o Pé pra Fora. Parte de seu charme, a maioria das mesas fica na calçada. Em funcionamento desde 1966, serve porções de filé aperitivo, cobertas por alho e cebola (R$ 73,30) ou Catupiry (R$ 81,70). Carnes na brasa, como chuleta acebolada (R$ 62,90), também estão no menu. Para beber, cervejas como Heineken (R$ 15), Original (R$ 14), Budweiser e Brahma (R$ 11,50, cada). Av. Pompeia, 2.517, Pompeia, 3672-4154. 12h/23h (sáb. e dom., 12h/19h).

Aberto há cerca de 12 anos, o Bar DuJuZé mantém o clima típico de boteco, com mesas
na calçada e chope gelado – claro e escuro, da Brahma (R$ 8,50, 310 ml). Drinques e caipirinhas (R$ 18/R$ 27) completam a lista. Para petiscar, a porção de bolinhos de bacalhau (R$ 26, 10 unid.) e a de provolone à milanesa (R$ 34) são algumas das opções, além de pratos da casa, como a ‘Feijoada DuJuZé’ (R$ 79), servida aos sábados, das 13h às 17h. R. Itapicuru, 887, Perdizes, 2738-0887. 17h/1h (sáb., 12h/1h; fecha dom.).

Mais recente, aberto desde 2015, o Aimbeer 850 Pub serve ótimos petiscos e cervejas artesanais numa rua residencial de Perdizes. Os rótulos ficam expostos em uma lousa e não há serviço de mesa. Peça no balcão o chope da casa, uma Lexsatan IPA (R$ 19, 500 ml), ou a nacional Saci Stout (R$ 20, 500 ml). Da cozinha saem espetos e porções, como bolinhos de abóbora com carne-seca e Catupiry (R$ 29, 8 unid.) e dadinhos de tapioca (R$ 23, 8 unid.). R. Aimberê, 850, Perdizes, 98869-1561. 17h/23h (6ª, 17h/1h; sáb., 14h/1h; dom., 17h/23h; fecha 2ª).

Tudo o que sabemos sobre:

baresFim de semana

Tendências: