Confira o roteiro de Teatro e Dança
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Confira o roteiro de Teatro e Dança

Redação Divirta-se

24 de março de 2016 | 17h05

A seguir, os espetáculos em cartaz em SP entre os dias 25/03 e 31/03.

André Seiti/Divulgação

André Seiti/Divulgação

ESTREIAS | Huis Clos – A Portas Fechadas é atração paralela à Ocupação Person no Itaú Cultural

As Ondas ou Uma Autópsia
Passados 75 anos da morte de Virginia Woolf, o ator Gabriel Miziara estreia o monólogo, que é uma investigação sobre o legado literário e humano da escritora. Após mais de uma década de pesquisas sobre a britânica, Miziara leva o público a refletir sobre o tema da morte. Inspirado no romance ‘As Ondas’, escrito por Woolf em 1931, logo depois de perder seu irmão, o espetáculo examina o livro, fazendo dele o corpo a ser estudado na autópsia proposta pelo ator. A peça é a primeira de uma trilogia teatral que se completará com ‘Momentos de Vida’, baseada no livro de mesmo nome da autora, e ‘Virginia’, obra inédita. As estreias das duas peças estão previstas respectivamente para 2017 e 2018. 60 min. 16 anos. ONDE: Sesc Consolação (50 lug.). R. Dr. Vila Nova, 245, 3234-3000. QUANDO: Estreia 2ª (28). 2ª e 3ª, 20h. Até 26/4. QUANTO: R$ 20.

Dezuó
Este solo com o ator Edgar Castro, criado pelo Núcleo Macabéa, parte da expulsão de um menino de uma comunidade ribeirinha da Amazônia, por conta da construção de uma usina. Dir. Patricia Gifford. 75 min. 16 anos. Casa Livre (40 lug.). R. Pirineus, 107, Barra Funda, 3257-6652. Estreia sáb. (26). Sáb., 21h; dom. e 2ª, 20h. Grátis (retirar ingresso 1h antes). Até 16/5.

Huis Clos – A Portas Fechadas
Dirigida por Diego Moschkovich, a peça será apresentada paralelamente à Ocupação Person. O texto é livremente inspirado na tradução que Person fez de ‘Entre Quatro Paredes’, de Sartre. 75 min. 14 anos. Itaú Cultural (247 lug.). Av. Paulista, 149, 2168-1776. Estreia 3ª (29). 3ª a 6ª, 20h. Grátis (retirar ingresso 30 min. antes). Até 1º/4.

REESTREIAS

Anti-Nelson Rodrigues
Escrita por Nelson Rodrigues em 1973, a peça conta a história de um menino mimado pela mãe e desprezado pelo pai. Dir. Eduardo Tolentino de Araújo. Com Grupo Tapa. 90 min. 14 anos. Teatro Nair Bello (240 lug.). Shopping Frei Caneca. R. Frei Caneca, 569, 3º piso, 3472-2414. A partir de hoje (25). 6ª, 21h30; sáb., 21h; dom., 19h. R$ 50/R$ 60. Até 1º/5.

Pra Dar um Fim no Juízo de Deus
Parte do elenco original, de 1996, se une à Cia. Oficina Uzyna Uzona na nova versão do espetáculo de Antonin Artaud. Com direção de José Celso Martinez Corrêa, encena-se o dia do ‘Juízo Final’. 18 anos. 90 min. Teat(r)o Oficina (300 lug.). R. Jaceguai, 520, metrô Liberdade, 3106-2818. A partir de 5ª (31). 5ª, 6ª e sáb., 21h; dom., 20h. R$ 40/R$ 50. Até 10/4.

ÚLTIMA SEMANA

O Amante do Meu Marido
Ao investir na carreira de ator, Espiridião (Milton Levy) recebe um convite para interpretar um gay. Mas, um mal-entendido, leva sua mulher (Patrícia Gordo) a pensar que o marido é homossexual. Dir. Miriam Lins. 90 min. 12 anos. Teatro Bibi Ferreira (300 lug.). Av. Brig. Luís Antônio, 931, Bela Vista, 3105-3129. Sáb., 23h15. R$ 50. Até sáb. (26).

Cabaré Falocrático
Com roteiro e concepção de Helder Mariani, e direção de Dagoberto Feliz, o espetáculo reflete sobre questões ligadas à sexualidade em tom irônico e provocador. Poemas e músicas são apresentadas ao vivo. Com André Medeiros Martins, Emerson Meneses e outros. 70 min. 16 anos. Galpão do Folias (99 lug.). R. Ana Cintra, 213, metrô Santa Cecília, 3361-2223. 6ª, 22h; sáb., 23h. R$ 40. Até sáb. (26).

Dadesordemquenãoandasó
A Companhia Artera de Teatro e a Cia. Provisório-Definitivo se juntam para levar ao palco o texto do escocês Davey Anderson. Em uma mistura de elementos de teatro e cinema, o enredo retrata os desencontros de uma família de classe média. Dir. Carlos Baldim. 80 min. Livre. Viga Espaço Cênico (80 lug.). R. Capote Valente, 1.323, Pinheiros, 3801-1843. Sáb., 21h; dom., 19h; 2ª, 21h. R$ 20. Até 2ª (28).

Dez Encontros
Os atores Tania Khalill e André Garolli representam cinco personagens cada um, que interagem entre si. Em cena, os encontros e desencontros de personagens de diferentes estilos e classes sociais. Dir. Isser Korik. Com Tania Khalill e André Garolli. 90 min. 16 anos. Teatro Folha (300 lug.). Shopping Pátio Higienópolis. Av. Higienópolis, 618, Higienópolis, 3823-2323. 4ª e 5ª, 21h. R$ 20. Até 5ª (31).

Diga que Você Já me Esqueceu
Com texto e direção de Dan Rosseto, o espetáculo é inspirado no universo de Nelson Rodrigues. O enredo retrata o dia do casamento entre Silvio e Lúcia, entre confissões e tragédias. 70 min. 16 anos. Teatro Augusta. Sala Paulo Goulart (302 lug.). R. Augusta, 943, Consolação, 3151-4141. 4ª e 5ª, 21h. R$ 40. Até 5ª (31).

Doze Homens e uma Sentença
O enredo, um clássico do cinema, retrata 12 jurados que estão reunidos para decidir se condenam ou não à morte um jovem acusado de assassinar o pai. A montagem teatral ganhou o Prêmio APCA de melhor espetáculo, em 2010, e a atual temporada integra a mostra Repertório de Verão do Grupo Tapa. Dir. Eduardo Tolentino. 100 min. 12 anos. Teatro Aliança Francesa (230 lug.). R. General Jardim, 182, V. Buarque, 3017-5699 (ramal 5602). 5ª, 6ª e sáb., 20h30; dom., 19h. R$ 50. Até dom. (27).

Estroboscópio
Com texto e direção de Deivid Porto, a peça retrata o envolvimento entre um jovem escritor e uma bailarina. No enredo, passado e presente se confundem, levando a questionamentos sobre a realidade e sobre a própria racionalidade. Com Ana Moretto, Ariane Botelho e Deivid Porto. 45 min. 14 anos. Top Teatro (60 lug.). R. Rui Barbosa, 201, Bela Vista, 2309-4102. 4ª e 5ª, 21h. R$ 40. Até 5ª (31).

As Filhas da Mãe
Na comédia escrita por Ronaldo Ciambroni, que ganha nova montagem, uma mãe de meia idade, Diva Maria, tem uma fracassada trajetória no meio artístico. Mas Diva quer investir na carreira das filhas, também desprovidas de talento. Dir. Maria Dudah Senne. Com Luiggi Francesco, Carmen Sanches e outros. 90 min. 12 anos. Teatro Bibi Ferreira (300 lug.). Av. Brig. Luís Antônio, 931, Bela Vista, 3105-3129. 5ª, 21h. R$ 50. Até 5ª (31).

Hamelete – O Cordel
Vencedor do Festival de Teatro Cidade de São Paulo 2014, o espetáculo do Grupo Careta ambientou a obra de William Shakespeare no sertão brasileiro e transformou a tragédia em um conto de cordel, com a graça e o sotaque provenientes do interior do Nordeste. 60 min. 12 anos. Teatro Eva Wilma (683 lug.). R. Antônio de Lucena, 146, Tatuapé, 2090-1650. 6ª, 21h30. R$ 50. Até hoje (25).

Os Homens São de Marte…E É Pra Lá que Eu Vou!
A peça, escrita e protagonizada por Mônica Martelli, já foi vista por mais de 2 milhões de espectadores, e ganhou versões para o cinema e para a televisão. Em cena, ela vive uma organizadora de eventos bem sucedida que vive em busca de um grande amor. Dir. Victor Garcia Peralta. 70 min. 14 anos. Teatro Porto Seguro (484 lug.). Al. Barão de Piracicaba, 740, Campos Elísios, 3226-7300. 6ª e sáb., 21h; dom., 18h. R$ 50/R$ 80. Até dom. (27).

Intocáveis
Versão teatral do filme francês homônimo, a peça conta a história da inusitada amizade entre o aristocrata tetraplégico Philipe (Marcelo Airoldi) e seu assistente pessoal Driss (Ailton Graça). 110 min. 12 anos. Teatro Renaissance (440 lug.). Al. Santos, 2.233, Jd. Paulista, 3069-2286. 6ª, 21h30; sáb., 21h; dom., 20h. R$ 100. Até dom. (27).

Nonada
Um habitante desmemoriado descobre sua origem ao lado de seres estranhos, recriados a partir de personagens de Machado de Assis, Clarice Lispector e Mário de Andrade. A montagem, uma das principais da Companhia do Feijão, marca a reabertura da sede do grupo, após reforma. Dramat. e dir. Pedro Pires e Zernesto Pessoa. 60 min. 12 anos. Companhia do Feijão (50 lug.). R. Dr. Teodoro Baima, 68, República, 3259-9086. Sáb. e dom., 20h. Grátis (retirar ingresso 1h antes). Até dom. (27).

Primeiro Sinal
Nesta comédia romântica, a amizade de Rael e Nina serve de pretexto para se abordar o universo dos jovens e suas descobertas. Os dois vão assistir a um espetáculo teatral e, ao descobrirem que a sessão foi cancelada, decidem usar o palco para encenar as histórias que viveram juntos. Dir. Icaro Silva. Com Lua Blanco e Igor Cosso. 70 min. 12 anos. Teatro Itália (290 lug.). Edifício Itália. Av. Ipiranga, 344, subsolo,
República, 3255-1979. Sáb. e dom., 16h. R$ 60. Até dom. (27).

Poema Suspenso para uma Cidade em Queda
A Cia. Mungunzá apresenta peça com direção de Luiz Fernando Marques (do Grupo XIX), encenada sobre um andaime. O enredo é uma fábula contemporânea sobre a sensação de inércia no mundo moderno. 60 min. 14 anos. Sesc Santo André. Praça de Eventos (100 lug.). R. Tamarutaca, 302, V. Guiomar, Santo André (SP), 4469-1200. 6ª, 21h; sáb., 20h; dom., 19h. R$ 9/R$ 30. Até dom. (27).

Terra em Transe
O filme de Glauber Rocha ganha adaptação teatral feita pela Cia. Bará. Nela, o poeta Paulo, com ideais anarquistas, luta por melhorias para seu povo. 140 min. 16 anos. Funarte (80 lug.). Al. Nothmann, 1.058, Campos Elísios, 3662-5177. 6ª, sáb. e dom., 18h. R$ 20. Até dom. (27).

Tudo no Seu Tempo
O texto do inglês Alan Ayckbourn mistura suspense, comédia e trama policial. Em 2036, uma jovem garota de programa foge de um psicopata pela porta de uma dispensa – que a leva para o passado, no caso, o ano de 2016. Dir. Eduardo Muniz. Com Cynthia Falabella, Fernanda Couto e outros. 105 min. 14 anos. Teatro Jaraguá (265 lug.). R. Martins Fontes, 71, Bela Vista, 3255-4380. 6ª, 21h30; sáb., 21h; dom., 19h. R$ 50. Até dom. (27).

EM CARTAZ

15 Cenas de Romeu e Julieta
A releitura dirigida por Eliete Cigarini tem duas sessões diárias aos fins de semana: uma versão jovem, às 16h, e uma voltada ao público adulto, às 21h. Como indica o título, o clássico de William Shakespeare é contado em 15 cenas, mas com dois Romeus, duas Julietas e dois Freis Lourenços. 75 min. 12 anos. Teatro Garagem (50 lug.). R. Sil- veira Rodrigues, 331, V. Romana, 98682-3333. Sáb., 16h e 21h; dom., 16h e 19h. R$ 40. Até 1º/5.

A Alma Imoral
A atriz Clarice Niskier joga ao público pensamentos sobre situações comuns a todos, fazendo os espectadores repensarem a moral estabelecida. As frases são, por vezes, confusas. Quem perder alguma parte da peça pode dizer uma palavra-chave à atriz e ela repete o texto. 70 min. 18 anos. Teatro Eva Herz (168 lug.). Livraria Cultura. Conjunto Nacional. Av. Paulista, 2.073, metrô Consolação, 3170-4059. Sáb., 21h; dom., 19h. R$ 70. Até 1º/5.

Blanche
Inspirada no clássico ‘Um Bonde Chamado Desejo’, a criação de Antunes Filho é encenada em fonemol, uma língua imaginária. Para ajudar, todos são convidados a ler um resumo da trama. Outra surpresa é a escalação de um homem para o papel principal: Marcos de Andrade. 110 min. 14 anos. Sesc Consolação. Espaço CPT (50 lug.). R. Dr. Vila Nova, 245, 3234-3000. 4ª, 5ª e 6ª, 20h; sáb., 17h. R$ 9/R$ 30. Até 25/6.

Um Bonde Chamado Desejo
Blanche Dubois (Maria Luisa Mendonça) é uma mulher outrora rica e refinada, agora falida. Ao buscar refúgio na casa da irmã, entra em conflito com o cunhado, Stanley (Juliano Cazarré). Entre eles, surge um embate que alterna violência e desejo. De Tennessee Williams. Dir. Rafael Gomes. 110 min. 14 anos. Tucarena (300 lug.). R. Monte Alegre, 1.024, 3670-8455. 6ª, 21h30; sáb., 21h; dom., 18h. Hoje (25), sáb. (26) e dom. (27), não haverá sessão. R$ 50/R$ 70. Até 26/6.

Cabaré das Fábulas
Em seu primeiro espetáculo adulto, a Cia. do Liquidificador mescla princesas, bruxas e sapos com música ao vivo, circo e clima de cabaré. Tudo isso costurado pela presença do Lobo Mau, que atua como ‘mestre de cerimônia’. Dir. Fábio Spila. 100 min. 16 anos. Teatro Viradalata (120 lug.). R. Apinajés, 1.387, Sumaré, 3868-2535. 6ª, 21h. R$ 40. Hoje (25), todos pagam meia-entrada. Até 29/4.

O Campeão de Dominó do Alaska
O texto inédito de Mário Viana, uma comédia de humor negro, retrata um homem que quer vender a mãe, com Alzheimer, como pagamento de uma dívida de jogo. Dir. Aimar Labaki. Com Thara Theatro. 60 min. 12 anos. Espaço Parlapatões (100 lug.). Pça. Franklin Roosevelt, 158, Centro, 3258-4449. 3ª e
4ª, 21h. R$ 30. Até 13/4.

Coisas Úteis e Agradáveis
O indiano Ravi (Germano Melo) conhece a cultura ocidental da maneira mais violenta possível. Preso pela Igreja, o hindu é levado para ser julgado pelo Papa. 50 min. Livre. Sesc Ipiranga (213 lug.). R. Bom Pastor, 822, 3340-2000. 6ª, 21h30; sáb., 19h30; dom., 18h30. R$ 20. Até 3/4. Com Amor, Brigitte
Inspirada na passagem da atriz francesa Brigitte Bardot pelo Brasil na década de 1960, a história narra sua conturbada fuga do Copacabana Palace e o refúgio da estrela no apartamento de um camareiro. Brigitte é representada por Bruna Thedy. Masp. Pequeno Auditório (80 lug.). Av. Paulista, 1.578, 3149-5959. 6ª e sáb., 21h; dom., 19h. R$ 50/R$ 60. Até 29/5.

Como Ter Sexo a Vida Toda com a Mesma Pessoa
Tania Bondezan vive uma sexóloga que dá um bem humorado seminário, em que passa ao público técnicas e ensinamentos para se manter a vida sexual dos casais sempre ativa. De Mônica Salvador. Dir. Odilon Wagner. 70 min. 16 anos. Teatro Eva Herz (168 lug.). Livraria Cultura. Conjunto Nacional. Av. Paulista, 2.073, metrô Consolação, 3170-4059. 4ª, 5ª e 6ª, 21h. Hoje (25), excepcionalmente, 18h. R$ 70. Até 29/4.

Dissolva-se-me
O espetáculo solo do Renato Ferracini mescla elementos do teatro, da dança e da performance, para abordar o universo da esquizofrenia. A direção é do coreógrafo Luis Ferron. 14 anos. Sesc Pompeia. Espaço Cênico (50 lug.). R. Clélia, 93, 3871-7700. 6ª e sáb., 21h; dom., 19h. R$ 7,50/R$ 25. Até 3/4.

Eu Tenho Tudo
Inédito no Brasil, o texto do argelino Thierry Illouzé ganha montagem com Pedro Vieira e direção de Cácia Goulart. Na obra, um homem cheio de ódio se revolta contra um inimigo invisível. 75 min. 16 anos. Viga Espaço Cênico (30 lug.). R. Capote Valente, 1.323, Sumaré, 3801-1843. 6ª e sáb., 21h; dom., 19h.
R$ 20. Até 10/4.

Farinha com Açúcar ou sobre a Sustança de Meninos e Homens
Dirigida e encenada por Jé Oliveira, do Coletivo Negro, a peça retrata a experiência de ser um homem negro na periferia de São Paulo. Kl Jay, do grupo Racionais MC’s, faz participação especial em algumas sessões. 80 min. 16 anos. Sesc Pompeia. Teatro (356 lug.). R. Clélia, 93, 3871-7700. 3ª e 4ª, 21h. R$ 6/R$ 20. Até 6/4.

Galileu Galilei
Denise Fraga protagoniza a história do cientista que desafiou os saberes da igreja no século 17. Escrita pelo dramaturgo alemão Bertolt Brecht, a peça não se restringe aos aspectos históricos do episódio. Os dilemas enfrentados por Galileu abrem espaço para reflexões sobre a dificuldade de se relacionar com o poder e o preço a ser pago pela liberdade. Dir. Cibele Forjaz. Com Ary França, Lúcia Romano e outros. 140 min. 12 anos. Tuca (672 lug.). R. Monte Alegre, 1.024, Perdizes, 3670-8455. 6ª e sáb., 21h; dom., 19h. R$ 50/R$ 70. Até 10/4.

A Geladeira
Uma geladeira surge na sala de um homem, bem no dia de seu aniversário de 50 anos. Ao abrir a porta do misterioso eletrodoméstico, pessoas importantes de sua trajetória começam a sair dele. O monólogo tem texto do argentino Raúl Damonte Botana (1939-1987) e sua versão brasileira, direção de Nelson Baskerville. Com Fernando Fecchio. 50 min. 14 anos. Teatro Pequeno Ato (50 lug.). R. Teodoro Baima, 78, Consolação, 99642-8350. 5ª e 6ª, 21h. R$ 40. Até 8/4.

As Lágrimas Quentes de Amor que Só o Meu Secador Sabe Enxugar
Dirigida por Pedro Granato e com atuação de Paula Cohen, a peça é uma comédia melodramática, que acompanha uma mulher após uma separação. 80 min. 14 anos. Teatro Livraria da Vila (125 lug.). Shopping JK Iguatemi. Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 2.041, V. Olímpia, 5180-4790. Sáb., 20h
(a partir de 2/4: sáb., 20h; dom., 18h). R$ 60. Até 24/4.

Memórias (Não) Inventadas
A peça mescla diversos textos de Tennessee Williams, tendo como fio condutor ‘Lembranças de Bertha’. No quarto de um bordel decadente, a personagem-título tem de lidar com a saúde debilitada, o que a impede de receber clientes. Dir. André Garolli. Com Fernanda Viacava, Lara Hassum e Mateus Monteiro. 60 min. 14 anos. Viga Espaço Cênico. Sala Piscina (40 lug.). R. Capote Valente, 1.323, Sumaré, 3801-1843. 2ª e 3ª, 21h. R$ 30. Até 26/4.

Morte Acidental de um Anarquista
Mais famoso texto do dramaturgo italiano Dario Fo (Prêmio Nobel de Literatura), conta a história de um louco que se faz passar por juiz na investigação de um caso de polícia: o mistério de um anarquista que teria se suicidado. A peça é protagonizada por Dan Stulbach. Dir. Hugo Coelho. 80 min. 12 anos. Masp. Auditório (374 lug.). Av. Paulista, 1.578, metrô Trianon-Masp, 3149-5959. 4ª e 5ª, 21h. R$ 60. Até 21/4.

Na Selva das Cidades – Em Obras Ocupação #3
A Mundana Companhia apresenta a terceira encenação do projeto que investiga a obra ‘Na Selva das Cidades’, de Bertolt Brecht. Desta vez, as 11 partes que compõem o texto do dramaturgo alemão serão apresentadas em sequência. Recomenda-se chegar ao local 15 minutos antes, portando um celular carregado – que será conectado a um ‘sistema de intranet’ do espetáculo. Dir. Cibele Forjaz. Com Aury Porto, Carol Badra e outros. 180 min. 16 anos. Sesc Pompeia. Galpão (80 lug.). R. Clélia, 93, 3871-7700. 6ª e sáb., 20h; dom., 18h. R$ 12/R$ 40. Até 15/5.

Nossa Classe
A jornada de estudantes da Polônia na Segunda Guerra Mundial é o pano de fundo para a peça, dirigida por Zé Henrique de Paula e encenada pelo Núcleo Experimental. 80 min. 14 anos. Teatro do Núcleo Experimental (48 lug.). R. Barra Funda, 637, 3259-0898. 6ª e sáb., 21h; dom., 19h. R$ 40. Até 1º/5.

A Noviça Mais Rebelde
Na comédia, Wilson de Santos interpreta a Irmã Maria José, uma freira que canta, dança e conta histórias de seu passado nada santo. A supervisão artística é de Marcelo Médici. De Dan Goggin. 90 min. 12 anos. Teatro Renaissance (448 lug.). Al. Santos, 2.233, Jd. Paulista, 3069-2286. Sáb. e dom., 18h (a partir de abril, somente aos domingos). R$ 80. Até 1º/5.

Pessoas Sublimes
Na peça, o Satyros dá continuidade à Trilogia das Pessoas, que teve início com ‘Pessoas Perfeitas’. A obra, com texto de Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez, trata dos moradores da região de Parelheiros. 110 min. Livre. Espaço dos Satyros Um. Pça. Franklin Roosevelt, 214, 3258-6345. 4ª a sáb., 21h; dom., 20h. R$ 5/R$ 20. Até 17/4.

Sagrada Família
No texto de Gabriela Mellão, que também dirige o espetáculo, os laços sanguíneos que unem a sociedade contemporânea são mostrados por meio da relação entre um homem (Eucir de Souza), uma mulher (Ester Laccava) e sua filha (Michelle Boesche). 60 min. 14 anos. SP Escola deTeatro (80 lug.). Pça. Franklin Roosevelt, 210, Consolação, 3775- 8600. Sáb. e 2ª, 21h; dom., 19h. Dom. (27), 19h e 20h30. R$ 10. Até 4/4.

Sobre Ratos e Homens
A obra de John Steinbeck, escrita em 1937 e com diversas versões para cinema e teatro, ganha montagem dirigida por Kiko Marques. No enredo, a amizade de dois homens marginalizados, que trabalham fazendo bicos em fazendas. Com Ando Camargo, Ricardo Monastero e outros. 95 min.
Sesc Bom Retiro. Teatro (291 lug.). Al. Nothmann, 185, 3332-3600. 5ª, 6ª e sáb., 21h; dom., 18h. Hoje (25), não haverá sessão. R$ 3/R$ 30. Até 17/4.

TempoNorteExtremo
Esta peça-documentário é inspirada em dois livros do jornalista paraense Lúcio Flávio Pinto. Na Amazônia, ele mantém há 30 anos o Jornal Pessoal, tabloide quinzenal que não aceita anúncios, sobrevivendo exclusivamente da venda em bancas. 60 min 14 anos. Sede Luz do Faroeste (80 lug.). R. do Triunfo, 305, S. Efigênia, 3362-8883. Sáb., 21h30; dom., 18h. Pague quanto quiser. Até 24/4.

Teorema 21
A montagem do Grupo XIX de Teatro é inspirada no livro e no filme ‘Teorema’, do italiano Pier Paolo Pasolini. Com dramaturgia de Alexandre Dal Farra, o espetáculo conta a história de uma família que, após uma longa ausência, volta a morar em seu antigo lar. Dir. Luiz Fernandes Marques. 75 min. 18 anos. Vila Maria Zélia (40 lug.). R. Mário Costa, 13, Belém, 2081-4647. Sáb. e dom., 17h. Sessão extra: hoje (25), 17h. R$ 40. Até 1º/5.

O Topo da Montanha
O casal de atores Lázaro Ramos e Taís Araújo protagoniza a peça, sobre o encontro do ativista político Martin Luther King com a camareira de um hotel. A moça, em seu primeiro dia de trabalho, examina o líder em seus princípios. Texto de Katori Hall. Dir. Lázaro Ramos. 80 min. 12 anos. Teatro Faap (506 lug.). R. Alagoas, 903, 3662-7233. 6ª, 21h30; sáb., 21h; dom., 18h. R$ 90. Até 3/4.

A Tragédia Latino-americana
O espetáculo, que faz parte do novo projeto do diretor Felipe Hirsch, investiga trechos e adaptações de obras clássicas da literatura latina. O elenco conta com atores estrangeiros, como o argentino Javier Drolas e a chilena Manuela Martelli, e a trilha sonora é executada ao vivo por seis músicos. 240 min. 18 anos. Sesc Consolação (280 lug.). R. Dr. Vila Nova, 245, 3234-3000. 5ª, 6ª e sáb., 19h30; dom., 18h.
R$ 40. Até 17/4.

Trair e Coçar É Só Começar
Em cartaz desde 1986, a comédia conta as trapalhadas da doméstica Olímpia, que envolve seus patrões em intrigas e confusões. De Marcos Caruso. Dir. José Scavazini. Com Anastácia Custódio e outros. 120 min. 12 anos. Teatro Bibi Ferreira (300 lug.). Av. Brig. Luís Antônio, 931, Bela Vista, 3105-3129. 6ª e sáb., 21h; dom., 20h. R$ 60/R$ 70. Até 1º/5.

Vermelho Labirinto
Com direção e dramaturgia de Pedro Granato, a peça retrata duas mulheres, uma advogada e uma performer. A primeira é casada com um crítico de arte que está em Veneza para entrevistar a segunda. Ambas unidas pela relação com um homem que nunca está no palco. A trilha sonora é assinada por Kiko Dinucci. Com Anna Zêpa e Rita Grillo. 70 min. 12 anos. Sesc Pinheiros. Auditório (98 lug.). R. Paes Leme, 195, 3095-9400. 5ª, 6ª e sáb., 20h30. R$ 25. Até 16/4.

A Vida Sexual da Mulher Feia
A comédia, protagonizada por Otávio Müller, é baseada no best-seller homônimo de Claudia Tajes. Em cena, o ator dá vida à personagem Maricleide, uma mulher feia em processo de auto aceitação, que divide com o público sua luta contra a ditadura da beleza. 80 min. 14 anos. Teatro Folha (305 lug.). Shopping Pátio Higienópolis. Av. Higienópolis, 618, Higienópolis, 3823-2323. 6ª, 21h30; sáb., 20h; dom., 19h. R$ 40/R$ 70. Até 1º/5.

MUSICAL

Capitão Rodrigo – A Saga de um Homem Comum
Nesta ópera-rock, o grupo gaúcho de teatro Mosaico Cultural faz uma sátira a valores opressivos da sociedade contemporânea. As 11 músicas autorais, executadas ao vivo, são intercaladas com narrativas, performances e projeção de imagens. 60 min. 12 anos. Teatro Jaraguá (265 lug.). R. Martins Fontes, 71, Centro, 3255-4380. 4ª e 5ª, 21h. R$ 50. Até 5ª (31).

Cinderella
Um dos mais célebres contos de fadas ganha montagem baseada na adaptação de 2013 para a Broadway, que atualiza a narrativa com temas contemporâneos. O elenco inclui Totia Meirelles (Madrasta), Sabrina Korgut (Fada Madrinha) e Bianca Tadini (Cinderella). Dir. Charles Möeller e Claudio Botelho. 120 min. Livre. Teatro Alfa (1.110 lug.). R. Bento B. de Andrade Filho, 722, S. Amaro, 5693-4000. 5ª, 21h; 6ª, 21h30; sáb., 16h e 20h; dom., 17h. R$ 50/R$ 180. Até 3/4.

Elton John Tribute & Rocket Band
O cantor e instrumentista Rogério Martins interpreta, em cena, canções do astro britânico como ‘Don’t Go Breaking My Heart’ e ‘Your Song’. Momentos da trajetória de Elton John são encenados a partir de sua relação com personagens como John Lennon, Marilyn Monroe e Gene Simmon. 100 min. Livre. Teatro Shopping Frei Caneca (680 lug.). R. Frei Caneca, 569, 7º andar, Consolação, 3472-2229. 6ª, 21h. R$ 80. Até hoje (25).

Estúpido Cupido
Nesta comédia musical, Tetê (Françoise Forton) é uma atriz famosa, que decide ir a um encontro da turma do colégio – uma festa temática dos anos 1960 e 1970. Dir. Gilberto Gawronski. Com Clarisse Derzié Luz, Luciano Szafir e outros. 90 min. 12 anos. Teatro Gazeta (650 lug.). Av. Paulista, 900, metrô Brigadeiro, 3253-4102. Sáb., 21h; dom., 18h30. Sessão extra: hoje (25), 19h. R$ 100. Até 10/4.

Meu Amigo, Charlie Brown
Dirigido por Alonso Barros e traduzido por Mariana Elisabetsky, o musical traz Tiago Abravanel no papel do cachorro Snoopy e Leandro Luna na pele do seu dono, o menino Charlie Brown. É um tributo à história em quadrinhos de M. Schulz, publicada ininterruptamente entre 1950 e 2000. 90 min. Livre. Teatro Shopping Frei Caneca (600 lug.). R. Frei Caneca, 569, 7º andar, Consolação, 3472-2229. Março: sáb. e dom., 17h30 e 20h. Abril: sáb., 15h e 17h30; dom., 16h. R$ 80. Até 24/4.

O Musical Mamonas
Com texto de Walter Daguerre e direção de José Possi Neto, narra a ascensão repentina e o fim abrupto da banda mais cômica do rock nacional. 120 min. 12 anos. Teatro Raul Cortez (512 lug.). R. Dr. Plínio Barreto 285, Bela Vista, 3254-1631. 5ª e sáb., 21h; 6ª, 21h30; dom., 19h. R$ 120. Até 29/5.

Urinal, o Musical
Vencedor de três prêmios Tony em 2001, o espetáculo ganha versão com direção de Zé Henrique de Paula. No enredo, a falta de água leva ao fechamento de todos os banheiros privados (e, para usar os públicos, há cobrança de taxa). 135 min. (15 min. de intervalo). 10 anos. Teatro Porto Seguro (484 lug.). Al. Barão de Piracicaba, 740, Campos Elísios, 3226-7300. 4ª e 5ª, 21h. R$ 50/R$ 80. Até 21/4.

Wicked
O musical revisita a terra de Oz, anos antes da chegada de Dorothy, para narrar as aventuras de Glinda e Elphaba e os segredos por trás da transformação das jovens em ‘fada boa’ e ‘bruxa má’. 150 min. Livre. Teatro Renault (1.530 lug.). Av. Brig. Luís Antônio, 411, República, 4003-5588. 5ª e 6ª, 21h; sáb., 16h e 21h; dom., 15h e 20h. R$ 50/R$ 280. Até 31/7.

HUMOR

Ary Toledo 5.2
O comediante celebra seus 52 anos de carreira, apresentando novo espetáculo. Em cena, ele conta 200 piadas e também interpreta canções (a maioria de sua autoria), cantando e tocando piano e violão. 90 min. 16 anos. Teatro APCD (800 lug.). R. Voluntários da Pátria, 547, Santana, 2223-2424. Sáb., 21; dom., 19h. R$ 50. Até dom. (27).

Gargalhaço do Cabra
O Grupo Careta apresenta show de humor, acompanhado de banda ao vivo e degustação de comidas nordestinas. Em cena, os atores fazem graça inspirados na linguagem do cordel. Livre. Centro de Tradições Nordestinas (80 lug.). R. Jacofer, 615, Limão, 3377-0860. 4ª, 20h. R$ 39,90 (show + menu-degustação). Até 4ª (30).

Portátil
Febre na internet e na TV, o Porta dos Fundos estreia nos palcos. A história da peça muda a cada sessão, improvisada a partir de entrevistas com a plateia. Com Gregorio Duvivier, João Vicente de Castro, Luis Lobianco e Gustavo Miranda. Dir. Barbara Duvivier. 70 min. 12 anos. Teatro J. Safra (627 lug.). R. Josef Kryss, 318, Barra Funda, 3611-3042. Sáb., 21h; dom., 19h. R$ 30/R$ 80. Até 17/4.

Seleção do Humor Stand Up
Onze comediantes, entre eles Luiz Paixão, Marcela Leal, Davi Mansour e Criss Paiva, se revezam nas apresentações do projeto. A cada sábado, quatro deles sobem ao palco – e trazem convidados surpresas – para fazer graça a partir de temas cotidianos. Dir. Alexandre Freitas. 70 min. 16 anos. Teatro Folha (305 lug.). Shopping Pátio Higienópolis. Av. Higienópolis, 618, terraço, Higienópolis, 3823-2323.
Sáb., 23h59. R$ 40. Até 28/5.

ESPECIAL

Engravidei, Pari Cavalos e Aprendi a Voar sem Asas
O espetáculo da companhia Os Crespos é baseado em depoimentos e experiências reais de 55 mulheres negras entrevistadas pelo grupo. Na montagem, seis personagens moram em um mesmo prédio e, apesar de não se conhecerem, expressam questões comuns em suas falas, como relação com o corpo e traumas psicológicos. As apresentações fazem parte do projeto ‘Arte – Substantivo Feminino’. Dir. Lucelia Sergio. 60 min. 14 anos. Sesc Belenzinho. Sala de Espetáculos I (110 lug.). R. Pe. Adelino, 1.000, 2076-9700. 5ª (31), 1º/4 e 2/4, 21h30; 3/4, 18h30. R$ 6/R$ 20.

Uma Noite na Lua
No monólogo, que tem texto e direção de João Falcão, o ator e humorista Gregório Duvivier interpreta um homem angustiado. Certa noite, em plena crise criativa, ele se vê obrigado a terminar de escrever uma peça – o que dá origem a uma série de questionamentos sobre as relações humanas. 70 min. Livre. Teatro J. Safra (627 lug.). R. Josef Kryss, 318, Barra Funda, 3611-3042. 6ª, 21h30. R$ 30/R$ 60. Até hoje (25).

Poesia Cênica Conjugada
O projeto do Teatro do Incêndio promove encontros semanais sobre poetas brasileiros, com a participação de outras companhias teatrais. Depois do bate-papo, são improvisadas cenas que dialogam com o universo do autor em questão. Hoje (4), o grupo convidado é a Cia. Pessoal do Faroeste; e o tema escolhido, a obra de Manoel de Barros. 60 min. Livre. Teatro do Incêndio (80 lug.). R. 13 de Maio, 53, Bela Vista, 2609-8561. 6ª, 21h. Grátis. Até hoje (25).

DANÇA

Balé da Cidade de São Paulo
Após turnê na Europa, o grupo volta à cidade para apresentar três coreografias de seu repertório: ‘Cantares’, ‘Abrupto’ e ‘Cacti’. As obras serão acompanhadas por 111 músicos da Orquestra Sinfônica Municipal, sob a regência de Eduardo Strausser, e pelo Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo. Teatro Municipal (1.500 lug.). Pça. Ramos de Azevedo, s/nº, Sé, 3053-2100. 4ª (30), 5ª (31), 1º/4 e 2/4, 20h; 3/4, 17h. R$ 25/R$ 90.

O Banho
Como parte do projeto que celebra seus 20 anos de carreira, a bailarina coreógrafa e bailarina Marta Soares apresenta esta perfomance, premiada pela APCA em 2004. Deitada em uma banheira, ela busca movimentos que refletem sobre questões femininas ligadas à beleza e à cura. 60 min. 12 anos. Oficina Cultural Oswald de Andrade (40 lug.). R. Três Rios, 363, Bom Retiro, 3221-5558. A partir de 5ª (31). 5ª, 6ª e sáb., 20h. Grátis (retirar ingresso 30 min. antes). Até 16/4.

Desmonte
Para criar este solo, a bailarina Juliana Moraes partiu de uma experiência pessoal angustiante, quando seu parceiro teve uma doença grave. Dir. Gustavo Sol. 40 min. 14 anos. Galeria Olido. Av. São João, 473 , Centro, 3331-8399. 5ª (31) a 3/4, 20h; 4/4, 20h. Grátis (retirar ingresso 1h antes).

Ó
No espetáculo, o diretor e coreógrafo Cristian Duarte dá continuidade à sua investigação por movimentos minimalistas e sensoriais. 75 min. 14 anos. Casa do Povo (50 lug.). R. Três Rios, 252, 2º andar, Bom Retiro, 3227-4015. Hoje (25) e sáb. (26), 21h. R$ 20.

Espaços Invisíveis
A Cia. Damas em Trânsito e os Bucaneiros apresenta o espetáculo como parte da mostra de repertório pelos seus 10 anos. Nos espaços da Vila Maria Zélia, antiga vila operária, o grupo faz performance inspirada em São Paulo, seus habitantes e ritmos. 60 min. Livre. Vila Maria Zélia (40 lug.). Ponto de encontro: Armazém XIX. R. Mário Costa, 13, Belém, 99202-1031. Sáb. e dom., 14h (em dias de chuva, não haverá apresentação). Grátis (é necessário chegar 15 min. antes). Até dom. (27).

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.