Confira o roteiro de exposições da semana
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Confira o roteiro de exposições da semana

Celso Filho

12 de novembro de 2015 | 17h20

A seguir, as principais exposições entre os dias 13/11 e 19/11:

Inaugurações

Andrea Rocco. Mais de 50 trabalhos em papel e dez pinturas compõem a mostra ‘Beautify’, com curadoria de Angélica de Moraes. Andrea também cobriu as laterais da galeria com 1.300 desenhos, como papéis de parede. Galeria Rabieh. Al. Gabriel Monteiro da Silva, 145, Jd. América, 3062-7173. 10h/19h (sáb., 11h/17h; fecha dom.). Inauguração: 5ª (19). Grátis. Até 19/12.

Em busca do conforto_série de Mariana Martins_foto de Marina Bitten 1

 

Obra de Mariana Martins, em exposição na Choque Cultural. Foto: Marina Bitten/Divulgação

Arquinterface. Na fachada do prédio da Fiesp, na Avenida Paulista, são exibidos seis trabalhos de artistas, arquitetos e designers, com curadoria de Giselle Beiguelman. A maioria das obras é interativa. Galeria de Arte Digital Sesi-SP. Av. Paulista, 1.313, metrô Trianon-Masp. 19h/ 6h. Inauguração: hoje (13). Grátis. Até 13/12.

Campos Alterados. Criado em 2014, o programa ‘rural.scapes – Laboratório em Residência’ leva artistas para uma fazenda no interior do Estado. Agora, 25 trabalhos do projeto estão na mostra coletiva. A abertura terá uma performance com Alexandre Heberte e Marcelo Armani. MAC-USP Ibirapuera. Av. Pedro Álvares Cabral, 1.301, 2648-0254. 10h/18h (fecha 2ª). Inauguração: sáb. (14), 11h. Grátis. Até 21/2/2016.

Complexidade Coletiva. A mostra apresenta a produção recente de seis artistas da Choque Cultural. São criações de Daniel Melim, Jaca, Mariana Martins, Matias Picón, Rafael Silveira e Tec. Choque Cultural. R. Medeiros de Albuquerque, 250, V. Madalena, 3061-4051. 11h/18h (fecha dom. e 2ª). Inauguração: sáb. (14), 13h. Grátis. Até 5/2/2016.

Marco Maggi, Courtesy the artist and Ugo Carmeni - foto de Everton Ballardin

Obra de Marco Maggi. Foto: Everton Ballardin/Divulgação

Marco Maggi. O uruguaio reúne desdobramentos de sua mostra na 56ª Bienal de Veneza. Entre os trabalhos, Maggi cria pequenas formas geométricas com papel e as cola diretamente na parede, formando imagens que parecem mapas de cidades imaginárias. Galeria Nara Roesler. Av. Europa, 655, Jd. Europa, 3063-2344. 10h/19h (sáb., 11h/15h; fecha dom.). Inauguração: sáb. (14). Grátis. Até 13/2/2016.

Maria Nepomuceno. Em suas esculturas, a carioca cria figuras e formas coloridas a partir de materiais como palha, barro, cerâmica e cordas. Em ‘Universo em Expansão’, estão cinco criações recentes. Baró Galeria (Jardins). R. da Consolação, 3.417, Cerq. César, 3661-9770. 10h30/19h30 (fecha dom.). Inauguração: sáb. (14), 16h. Grátis. Até 19/12.

Sete do Seibi. Com 42 obras, a mostra homenageia o Grupo Seibi, formado em 1935 por artistas nipo-brasileiros. Estão reunidas criações de Tomoo Handa, Yoshya Takaoka, Yuji Tamaki, Tikashi Fukushima, Manabu Mabe, Tomie Ohtake e Kazuo Wakabayashi. Proarte Galeria. Al. Gabriel Monteiro da Silva, 1.644, Jd. Paulistano, 3085-7488. 10h/20h (sáb., 10h/16h; fecha dom.). Inauguração: 4ª (18). Grátis. Até 27/11.

Simon Evans. Com técnicas de colagem, o britânico une materiais como folhas, pedaços de papel e fotografias para criar obras que remetem a mapas, desenhos, gráficos e tapetes. Em ‘Interior Design’, ele traz trabalhos inéditos, alguns produzidos durante sua estadia no Rio. Galeria Fortes Vilaça. R. Fradique Coutinho, 1.500, V. Madalena, 3032-7066. 10h/19h (sáb., 10h/ 18h; fecha dom. e 2ª). Inauguração: 4ª (18), 19h. Grátis. Até 22/12.

Zilvinas Kempinas. O artista lituano ocupa todo o espaço expositivo com a instalação ‘Verticals’. Nela, Kempinas distribuiu tiras de fita VHS, que se movimentam com o ar que entra pela galeria, e pequenos rolamentos de aço sobre uma superfície com óleo. Na abertura, o artista Mauro Piva também lança um livro sobre seu trabalho. Galeria Leme. Av. Valdemar Ferreira, 130, Butantã, 3093-8184. 10h/19h (sáb., 10h/17h; fecha dom. e 2ª). Inauguração: 3ª (17), 19h. Grátis. Até 9/1/2016.

Última semana

Evandro Carlos Jardim. O artista é homenageado na mostra que percorre 30 anos de sua produção artística. São exibidos desenhos, trabalhos em têmpera e gravuras. Graphias. R. Joaquim Távora, 1.605, V. Mariana, 5539-1358. 13h/18h (sáb., 11h/15h; fecha dom. e 2ª). Grátis. Até sáb. (14).

Galeria Emma Thomas. Duas mostras saem de cartaz. Érica Ferrari monta uma instalação inspirada no ‘Obelisco do Largo da Memória’, do centro da cidade. Já Carolina Martinez exibe obras recentes sobre o vazio. Galeria Emma Thomas. R. Estados Unidos, 2.205, Jd. América, 3063-2149. 11h/19h (sáb., 11h/17h; fecha dom.). Grátis. Até sáb. (14).

Galeria Mendes Wood. Em ‘O Interior da Distância’, Paulo Monteiro reúne obras recentes, entre pinturas de diferentes formatos e esculturas de ferros. A galeria também recebe criações do inglês Michael Dean e uma mostra coletiva com trabalhos de nove artistas, inspirados em um poema de Henri Chopin. Galeria Mendes Wood. R. da Consolação, 3.358, Cerq. César, 3081-1735. 10h/19h (fecha dom.). Grátis. Até 5ª (19).

Galeria Vermelho. Edgard de Souza expõe 30 obras, em sua maioria inéditas, além de uma série fotográfica da década de 1990. A galeria também recebe criações de Cadu que resultaram de sua residência no Chile. Galeria Vermelho. R. Minas Gerais, 350, Higienópolis, 3138-1520. 10h/19h (sáb., 11h/17h; fecha dom. e 2ª). Grátis. Até sáb. (14).

Galeria Virgilio. A galeria recebe duas mostras. Júnior Suci reúne 50 desenhos com grafite em ‘A Ruína’, além de trabalhos em vídeo e fotografia. Já Carolina Paz exibe 13 pinturas de sua residência artística em Nova York, no ano passado. Galeria Virgilio. R. Virgílio de Carvalho Pinto, 426, Pinheiros, 2373-2999. 11h/19h (sáb., 11h/17h; fecha dom.). Grátis. Até 5ª (19).

Los Carpinteros. Em ‘El Pueblo se Equivoca’, a dupla cubana Marco Castillo e Dagoberto Rodríguez ocupa tanto a galeria quanto o galpão da Fortes Vilaça. Com obras em diferentes suportes, eles propõem uma crítica aos sistemas político e econômico. Galeria Fortes Vilaça. R. Fradique Coutinho, 1.500,
V. Madalena, 3032-7066. 10h/19h (sáb., 10h/18h; fecha dom. e 2ª). Grátis. Até sáb. (14).
Galpão Fortes Vilaça. R. James Holland, 71, Barra Funda, 3392-3942. 10h/19h (sáb., 10h/18h; fecha dom. e 2ª). Grátis. Até 5ª (19).

Máquina Tadeusz Kantor. A mostra homenageia o centenário do dramaturgo polonês Tadeusz Kantor (1915-1995). São expostos 130 objetos, além de filmes e fotografias que ajudam a contar suas ideias revolucionárias. Há programação de espetáculos e performances. Sesc Consolação. R. Dr. Vila Nova, 245, 3234-3000. 11h30/21h30 (sáb., 10h/ 18h30; fecha dom.). Grátis. Até sáb. (14).

Mário de Andrade – Cartas do Modernismo. Mário de Andrade (1893-1945) trocava cartas com alguns dos principais modernistas. Este material está na mostra, que também traz pinturas de seus amigos, como Portinari e Tarsila do Amaral. Centro Cultural Correios. Av. São João, s/nº, Vale do Anhangabaú, 3227-9461. 11h/17h (fecha 2ª). Grátis. Até dom. (15).

Nuno Ramos. Em sua maioria inéditas, 20 obras do paulistano estão na mostra. Entre as criações, há grandes relevos, nos quais o artista experimenta com materiais como placas de metal, pedaços de pelúcia e peças de plástico. Estação Pinacoteca. Lgo. Gal. Osório, 66, Luz, 3335-4990. 10h/17h30 (fecha 2ª). R$ 6 (sáb., grátis). Até dom. (15).

Em cartaz

34º Panorama da Arte Brasileira. Na mostra, esculturas pré-históricas estão ao lado de obras contemporâneas. Com curadoria de Aracy Amaral e Paulo Miyada, a edição reúne seis nomes – entre eles, Cao Guimarães e Cildo Meireles. MAM. Pq. Ibirapuera. Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº, portão 3, 5085-1300. 10h/17h30 (fecha 2ª). R$ 6 (dom., grátis). Até 13/12.

Diô Viana. O paraense reúne dez obras inéditas em ‘Gravuras, Grandes Formatos’. Nelas, Viana utiliza diferentes técnicas, como a gravação sobre placas de cobre e a xilogravura. Gravura Brasileira. R. Dr. Franco da Rocha, 61, Perdizes, 3624-0301. 10h/ 18h (sáb., 11h/13h; fecha dom.). Grátis. Até 23/12.

Eduardo Viveiros de Castro. O antropólogo é lembrado por seu trabalho como fotógrafo. São expostas cerca de 400 imagens que percorrem sua carreira – dos projetos com o cineasta Ivan Cardoso às pesquisas na Amazônia. Sesc Ipiranga. R. Bom Pastor, 822, 3340-2000. 7h30/21h30 (sáb., 10h/21h30; dom., 10h/17h30; fecha 2ª). Grátis. Até 29/11.

Frida Kahlo. A mostra estabelece conexões entre Frida e outras modernistas que trabalharam no México, como Leonora Carrington, Maria Izquierdo e Remedios Varo. São cerca de cem obras, sendo 33 criações assinadas por Frida. Instituto Tomie Ohtake. Av. Brig. Faria Lima, 201, Pinheiros, 2245-1900. 11h/20h (fecha 2ª). R$ 10 (3ª, grátis). Até 10/1/2016.

A Gravura de Arthur Luiz Piza. O paulistano também é homenageado na Raquel Arnaud. Na Estação Pinacoteca, é exibida uma coleção de 137 gravuras. Elas visitam suas experimentações desde que se mudou para a França, nos anos 1950. Estação Pinacoteca. Lgo. Gal. Osório, 66, Luz, 3335-4990. 10h/18h (fecha 2ª). R$ 6 (sáb., grátis). Até 12/2/2016.

Mai-Britt Wolthers. A dinamarquesa reúne, em ‘Azul no Negro’, trabalhos inspirados nas florestas brasileiras. São criações em vídeo, pinturas e instalações e pinturas. Galeria Eduardo Fernandes. R. Harmonia , 145, V. Madalena, 3812-3894. 10h/18h (fecha dom. e 2ª). Grátis. Até 5/12.

Martin Parr. Com um olhar irônico, o fotógrafo britânico se dedica a registrar o estilo de vida da sociedade moderna. Sua carreira é exposta em 22 obras, além de uma linha do tempo com capas de seus livros. Galeria Lume. R. Gumercindo Saraiva, 54, Jd. Europa, 4883-0351. 10h/19h (sáb., 11h/17h;
fecha dom.). Grátis. Até 20/11.

A Nossa Invenção da Arte. A mostra apresenta a coleção de Ladi Biezus, ao longo de 45 anos. São exemplares de arte popular, assinados por nomes como Véio, Mirian Inês da Silva e Agnaldo Manoel dos Santos. Museu Afro Brasil. Pq. Ibirapuera. Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº, portão 10, 3320-8900. 10h/17h (fecha 2ª). R$ 6 (sáb., grátis). Até 3/1/2016.

Piza – 1947/2015. Também com obras na Estação Pinacoteca, Arthur Luiz Piza ganha retrospectiva. Nela, estão 40 criações, entre gravuras, pinturas, relevos, esculturas, desenhos e aquarelas. Galeria Raquel Arnaud. R. Fidalga, 125, V. Madalena, 3083-6322. 10h/19h (sáb., 12h/16h; fecha dom.). Grátis. Até 19/12.

Prêmio Marcantonio Vilaça. A mostra exibe obras dos 30 finalistas da 5ª edição do prêmio, como Berna Reale, Cristiano Lenhardt e Nydia Montenegro. Também há uma sala dedicada a Amelia Toledo. MAC-USP Ibirapuera. Av. Pedro Álvares Cabral, 1.301, 2648-0254. 10h/18h (3ª, 10h/21h; fecha 2ª). Grátis. Até 6/12.

Especial

Narrativas Visuais de Cotidianos Banais. Às terças e quartas, Estela Lapponi e Roger Migliorini fazem performance inspirada em pinturas de Edward Hopper (e o público é convidado a escrever sobre a ação). Paralelamente, na 2ª (16), das 19h às 23h, Alexandre D’Angeli apresenta registros de suas performances em fotos e vídeos, por exemplo. Palacete Carmelita. R. Dom Francisco de Sousa, 165, metrô Luz. 3ª e 4ª, 20h. R$ 20. Até 23/12.

Videology. Com curadoria de Emerson Pigarilho, a mostra exibe uma seleção brasileira de videoarte. O evento terá participação de Rick Castro, que apresentará seus trabalhos. MIS. Av. Europa, 158, Jd. Europa, 2117-4777. 3ª (17), 18h/23h. Grátis (retirar ingresso 1h antes).

Tendências: