Confira boas exposições para ver em São Paulo
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Confira boas exposições para ver em São Paulo

Júlia Corrêa

20 de janeiro de 2019 | 16h00

A Biblioteca à Noite
Concebida pelo multiartista canadense Robert Lepage, em parceria com o escritor argentino Alberto Manguel, a mostra (foto abaixo) propõe, a partir de realidade virtual, uma imersão por bibliotecas ao redor do mundo, como a Biblioteca da Abadia de Admont, na Áustria, e a Biblioteca do Congresso Americano. Sesc Avenida Paulista. Av. Paulista, 119, metrô Brigadeiro, 3170-0800. 10h30/21h (dom. e fer., 10h30/18h30; fecha 2ª). Grátis (necessário agendamento pelo site: bit.ly/agdbiblio). Até 10/2.

Foto: Ex Machina

Burle Marx: Arte, Paisagem e Botânica
Com curadoria de Cauê Alves, a exposição reúne 70 trabalhos do artista (1909-1994), entre desenhos, pinturas, esculturas, tapeçarias, projetos paisagísticos e registros de espécies botânicas. MuBe. R. Alemanha, 221, Jd. Europa, 2594-2601. 10h/18h (fecha 2ª). Grátis. Até 17/3.

Imagens Impressas: um Percurso Histórico pelas Gravuras do Itaú Cultural
Com mais de cem itens, a exposição mapeia seis séculos da produção gráfica europeia, incluindo trabalhos de nomes como Delacroix, Goya, Manet, Rembrandt e Toulouse-Lautrec. Além disso, ganham destaque duas obras incorporadas recentemente à coleção: a litogravura ‘David et Bethsabée’, de Pablo Picasso, e a xilogravura ‘Girls on the Bridge’, assinada por Edvard Munch. Av. Paulista, 149, metrô Brigadeiro, 2168-7777. 9h/20h30 (sáb., dom. e fer., 11h/20h; fecha 2ª). Grátis. Até 17/2.

Karin Lambrecht
Egressa da Geração 80, a artista ganha exposição no Instituto Tomie Ohtake, que dá sequência ao projeto de mostras individuais dedicadas a mulheres. Em suas pinturas (foto abaixo), a artista explora aspectos transcendentais e espirituais. R. Coropés, 88, Pinheiros, 2245-1900. 11h/20h (fecha 2ª). Grátis. Até 10/2.

Foto: Instituto Tomie Ohtake

Lasar Segall: Ensaio Sobre a Cor
A questão cromática na produção de Lasar Segall é tema da mostra, que reúne 87 pinturas, desenhos, fotos e documentos do artista. Sesc 24 de Maio. R. 24 de Maio, 109, metrô República, 3350-6300. 9h/21h (dom. e fer., 9h/18h; fecha 2ª). Grátis. Até 5/3.

Masp
O museu recebe duas exposições simultâneas. Com curadoria de Fernando Oliva, ‘Rubem Valentim: Construções Afro-atlânticas’ reúne 92 obras do pintor, escultor e gravador (1922-1991), cuja produção traz articulações entre a tradição ocidental e as raízes africanas. Já ‘Sonia Gomes: Ainda Assim me Levanto’ contempla a produção recente da artista mineira, com esculturas e instalações realizadas, sobretudo, com tecidos e madeira. Av. Paulista, 1.578, metrô Trianon-Masp, 3149-5959. 10h/18h (3ª, 10h/20h; fecha 2ª). R$ 35 (3ª, grátis). Até 10/3.

Millôr: Obra Gráfica
A retrospectiva reúne 500 desenhos originais de Millôr Fernandes. A seleção inclui desde autorretratos até ilustrações de sua visão crítica do País. IMS. Av. Paulista, 2.424, metrô Paulista, 2842-9120. 10h/20h (5ª, 10h/22h; fecha 2ª). Grátis. Até 24/2.

Rosana Paulino: A Costura da Memória
Na retrospectiva, são exibidas mais de 140 obras que revelam uma das marcas principais da artista – a abordagem crítica de temas sociais, étnicos e de gênero. Entre os destaques, a série ‘Bastidores’, realizada em diferentes suportes, busca escancarar o ‘silenciamento’ de mulheres negras, que aparecem com olhos, bocas e gargantas costurados. Pça. da Luz, 2, metrô Luz, 3324-1000. 10h/18h (fecha 3ª). R$ 10 (sáb., grátis). Até 4/3.