Com obras de fotógrafos como Carlos Moreira e Thomaz Farkas, exposição aborda amor e sexualidade em São Paulo
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Com obras de fotógrafos como Carlos Moreira e Thomaz Farkas, exposição aborda amor e sexualidade em São Paulo

Júlia Corrêa

21 de fevereiro de 2019 | 18h15

Sedução, amor e sexualidade estão entre os temas da mostra SóLove, que propõe relatar – com imagens do Acervo Fotográfico do Museu da Cidade de São Paulo, além de obras de instituições e artistas convidados – como a capital reagiu a tais manifestações de afeto nos últimos cem anos.

Foto: Carlos Moreira/Museu da Cidade de São Paulo/Casa da Imagem

Na curadoria ao lado de Monica Caldiron, Henrique Siqueira conta que a exposição é desdobramento de uma pesquisa iniciada em 2013, que rendeu, naquele ano, uma mostra de Edu Marin com retratos de espaços como motéis. “Desde então, buscamos entender esta relação da sociedade e do poder público com o sexo.”

Entre as seções, há registros de locais propícios para os flertes, como praças clicadas por nomes como Carlos Moreira (foto) e Thomaz Farkas. Também ficam evidentes diversas políticas de governos, como a de repressão na Boca do Lixo e na Boca do Luxo durante a ditadura militar, documentada por Juca Martins. A exposição aborda ainda questões ligadas ao gênero e ao feminismo, em fotos como as de Nair Benedicto e Rosa Gauditano. Assim, como aponta o curador, as obras permitem perceber “um movimento constante pelo respeito e reconhecimento da pluralidade”.

ONDE: Casa da Imagem. R. Roberto Simonsen, 136, Centro, 3105-6118. QUANDO: Inauguração: sáb. (23). 9h/17h (fecha 2ª). Até 7/7. QUANTO: Grátis.

CONFIRA OUTRAS INAUGURAÇÕES

+ O Instituto Moreira Salles (IMS) inaugura escultura do americano Richard Serra, concebida para o centro cultural. Composta por duas placas de aço – cada uma com 70,5 toneladas e 18,6 metros de altura –, a obra ‘Echo’ é um exemplo de seus trabalhos em escala monumental. No sábado (23), às 11h, um debate entre os críticos Cauê Alves, Lorenzo Mammì e Sônia Salzstein e a artista Iole de Freitas marca a inauguração (retirar senha 1h antes). Av. Paulista, 2.424, metrô Paulista, 2842-9120. 10h/20h (5ª, 10h/22h; fecha 2ª). Grátis.

+ O arquiteto e designer Ruy Ohtake ganha exposições em dois espaços da cidade. O Instituto Tomie Ohtake apresenta ‘Ruy Ohtake: o Design da Forma’, com 25 peças selecionadas pelos curadores Fábio Magalhães, Marili Brandão e Priscyla Gomes, que destacam sua produção como designer. Já o Museu da Casa Brasileira, em associação com o Museu Oscar Niemeyer, de Curitiba, recebe ‘Ruy Ohtake: a Produção do Espaço’. Sob curadoria de Agnaldo Farias, a mostra reúne cerca de 40 projetos de seus quase 60 anos de produção, entre maquetes, desenhos, plantas, fotos e vídeos. Instituto Tomie Ohtake. R. Coropés, 88, Pinheiros, 2245-1900. Inauguração: 3ª (26). 11h/20h (fecha 2ª). Grátis. Até 14/4. Museu da Casa Brasileira. Av. Brig. Faria Lima, 2.705, Jd. Paulistano, 3026-3900. Inauguração: 4ª (27). 10h/18h (fecha 2ª). R$ 10 (sáb. e dom., grátis). Até 19/5.

+ O fotógrafo mineiro Pedro Motta apresenta a exposição ‘Estado da Natureza’, com 45 imagens ligadas à sua pesquisa sobre a relação do ser humano com o meio ambiente. Centro Cultural Fiesp. Galeria de Fotos. Av. Paulista, 1.313, metrô Trianon-Masp, 3146-7000. Inauguração: 4ª (27). 10h/22h (dom., 10h/20h; fecha 2ª). Grátis. Até 12/5.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: