Com matriz no litoral, Creperia N’Areia inaugura na Vila Madalena
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Com matriz no litoral, Creperia N’Areia inaugura na Vila Madalena

Lucineia Nunes

30 de agosto de 2018 | 16h16

Ambiente da Creperia N’Areia (Foto: Fabíola Machado)

Com ambiente simples e informal, a nova Creperia N’Areia tenta recriar na Vila Madalena um pouco da atmosfera praiana da matriz em Ilhabela, no litoral norte paulista. Cadeiras azuis, prancha de surfe, plantas na parede de tijolinhos brancos e até uma mesa comunitária em formato de prancha ajudam a compor o clima.

O cardápio, claro, é dedicado ao crepe. Feito ao estilo francês, com massa fininha e delicada, pode ganhar mais de 20 versões de recheios salgados, alguns bem à moda brasileira – como o que leva carne-seca e requeijão (R$ 31,50).

Creperia N’Areia (Foto: Fabíola Machado)

Há também opções com camarão, frango, siri, presunto e queijos. O de muçarela, tomate e manjericão, por exemplo, sai por R$ 23,50.

De sabor suave, o crepe de berinjela, requeijão, nozes e muçarela de búfala (R$ 32,50) ganha um toque adocicado do chutney de tomate, servido à parte. Há ainda crepes veganos, com ingredientes como brócolis e abobrinha, e a opção de massa sem glúten à base de tapioca.

Crepe de frutas vermelhas (Foto: Fabíola Machado)

Na seção de sobremesas, figuram crepes com chocolate, doce de leite, Nutella, banana e frutas vermelhas (R$ 19,50/R$ 32,50). Vale provar o clássico ‘Crepe Suzette’ (R$ 27), com calda de laranja e sorvete de creme, flambado à mesa com Cointreau.

O cardápio traz ainda saladas, açaí na tigela (R$ 16, com banana e granola), vitaminas e sucos de frutas, como o cremoso suco verde (R$ 10,50, 500 ml), batido na hora com abacaxi, laranja, couve e gengibre.

ONDE: R. Wisard, 179, V. Madalena, 3032-4790.

QUANDO: 16h30/23h30 (6ª, 16h30/0h; sáb., 13h/0h; dom., 13h/20h30; fecha 2ª).

QUANTO: Cc.: A, E, M e V. Cd.: todos.

Tudo o que sabemos sobre:

Creperia N'AreiaCrepeCrepe Suzette

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: