Café Quitand’arte e Empório Seu Zé trazem à cidade os sabores de Minas Gerais
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Café Quitand’arte e Empório Seu Zé trazem à cidade os sabores de Minas Gerais

Lucineia Nunes

18 Maio 2017 | 16h55

Foto: Sergio Castro/Estadão

Uma das melhores expressões da boa recepção mineira é a mesa com quitandas e o cafezinho fresco. Misto de empório e café, o Quitand’arte traduz esse aconchego no atendimento gentil e na seleção de quitutes típicos de Minas Gerais, que tomam as prateleiras do armazém localizado na entrada. Há biscoitos, doces, compotas, geleias, polvilhos, queijos, pimentas e até vinhos, com direito a provinha de alguns produtos, como a ‘Mangada da Christy’ (R$ 28).

No salão seguinte e no piso superior ficam as mesas para um café sem pressa (R$ 5, o coado), acompanhado de quitutes como a broa de fubá (R$ 3), o bolinho de coco cremoso (R$ 8) ou o bom pão de queijo com recheios como requeijão de corte (R$ 8), pernil de lata ou linguiça caipira (R$ 15, cada). O cardápio traz ainda ‘Fubá Suado’ com ovo frito (R$ 9) e banana-da-terra com mel e canela (R$ 8).

Foto: Lucinéia Nunes/Estadão

Idealizado pelos irmãos mineiros Iara e Rafael Rodrigues, o Quitand’arte também serve pratos no almoço, durante a semana, e um caprichado bufê de café da manhã (R$ 47), aos sábados e domingos, das 9h às 13h, para se fartar à vontade.

ONDE: R. Joaquim Antunes, 391, Pinheiros, 3061-0320.

QUANDO: 7h30/19h (sáb., 9h/18h; dom. e fer., 9h/14h; fecha 2ª).

QUANTO: Cc.: A, E, M e V. Cd.: E, M e V.

VEM LÁ DAS GERAIS

Foto: José Eduardo Ladislau

No Empório Seu Zé – Delícias de Minas, caixotes de madeira acomodam doces cristalizados (R$ 38, o quilo), biscoitos de polvilho (R$ 6), goiabada Zélia (R$ 28,16), além de geleias, molhos e pimentas. Destaque também para a linha de queijos, como o meia cura da Canastra (R$ 72, quilo) e o colonial do Serro (R$ 65, quilo). Av. do Café, 480, V. Guarani, 99477-1384. 11h/20h (sáb., 9h/ 14h; fecha dom.).