Boas exposições em cartaz em São Paulo para visitar em janeiro
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Boas exposições em cartaz em São Paulo para visitar em janeiro

Júlia Corrêa

06 de janeiro de 2020 | 18h00

Mostra do fotógrafo português Fernando Lemos, morto em dezembro de 2019, está entre as sugestões do roteiro de exposições

Antonio Bandeira
O MAM apresenta exposição com 60 trabalhos pouco conhecidos de Antonio Bandeira (1922-1967), um dos expoentes do abstracionismo brasileiro. A curadoria é de Regina Teixeira de Barros e Giancarlo Hannud. Pq. Ibirapuera. Portão 3. Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº, Ibirapuera, 5085-1300. 10h/18h (fecha 2ª). R$ 10 (sáb., grátis). Até 1º/3.

Gego: a Linha Emancipada
A mostra destaca a produção de Gertrude Goldschmidt, mais conhecida como Gego, com a exibição de 150 obras da artista alemã – entre esculturas, desenhos, gravuras e tecidos. Masp. Av. Paulista, 1.576, metrô Trianon-Masp, 3149-5959. 10h/18h (3ª, 10h/ 20h; fecha 2ª). R$ 40 (3ª, grátis). Até 1º/3/2020.

Cildo Meireles
Com obras dos anos 1960 até os dias atuais, o maior acervo já exposto de Cildo Meireles na América Latina compõe ‘Entrevendo’. O conjunto reúne 150 trabalhos, com destaque para suas grandes instalações, como ‘Missão, Missões (Como Construir Catedrais)’, de 1987, composta por moedas, ossos de boi e centenas de hóstias, remetendo à catequização dos povos indígenas. Sesc Pompeia. R. Clélia, 93, 3871-7759. 10h/21h30 (dom. e fer., 10h/19h30; fecha 2ª). Grátis. Até 2/2.

Alphonse Mucha: o Legado da Art Nouveau
Sob curadoria de Tomoko Sato, são expostas mais de cem obras que destacam a trajetória publicitária de Mucha, com ilustrações para produtos, capas de livros e divulgação de espetáculos de nomes como Sarah Bernhardt, bem como mensagens menos explícitas de sua produção, como a presença de figurinos e adereços folclóricos para remeter à sua origem eslava. Centro Cultural Fiesp. Galeria de Arte. Av. Paulista, 1.313, metrô Trianon-Masp, 3549-4499. 10h/22h (dom., 10h/20h; fecha 2ª). Grátis. Até 26/1.

Franz Weissmann: o Vazio Como Forma
A exposição destaca a produção do austríaco, que passou a vida no Brasil. São exibidas mais de 800 peças, entre desenhos e esculturas de tamanhos variados. Itaú Cultural. Av. Paulista, 149, metrô Brigadeiro, 2168-1777. 9h/20h30 (sáb., dom. e fer., 11h/20h; fecha 2ª). Grátis. Até 9/2.

Foto: Fernando Lemos

Fernando Lemos – Mais a Mais ou Menos
A exposição (foto acima) apresenta mais de 80 obras do artista português, entre fotografias, desenhos, aquarelas, nanquins, postais e pinturas. Sob curadoria de Rosely Nakagawa, a seleção contempla a trabalhos desde a década de 1940 até os dias de hoje. Sesc Bom Retiro. Al. Nothmann, 185, Bom Retiro, 3332-3600. 9h/21h (sáb., 10h/21h; dom. e fer., 10h/18h; fecha 2ª). Grátis. Até 26/1.

Leonardo da Vinci – 500 Anos de um Gênio
Em um área expositiva de 1,7 mil m², a mostra, em parceria com o Museo Leonardo da Vinci, em Roma, traz cerca de cem peças, réplicas das invenções e das obras do mestre renascentista italiano. A seção ‘Os Segredos de Mona Lisa’ revela os bastidores de criação de uma das pinturas mais importantes da história da arte. MIS Experience. R. Vladimir Herzog, 75, Água Branca, 2117-4777. 10h/20h (fecha 2ª). R$ 35/ R$ 45 (3ª, grátis). Até 1º/3.

Susan Meiselas: Mediações
A exposição destaca a produção da fotógrafa americana, integrante da Magnum Photos, contemplando quatro décadas de sua trajetória. A seleção inclui desde retratos de strippers na Nova Inglaterra, passando por imagens da Revolução Sandinista, na Nicarágua, até registros cotidianos de garotas de seu bairro, em Nova York. IMS. Av. Paulista, 2.424, metrô Paulista, 2842-9120. 10h/20h (5ª, 10h/22h; fecha 2ª). Grátis. Até 16/2.

Musicais no Cinema
Fruto de parceria entre o MIS e Musée de la Musique – Philharmonie de Paris, a mostra reúne fotografias, cartazes, trechos de filmes, figurinos de grandes musicais da história do cinema, como ‘Rocketman’ e ‘Cantando na Chuva’. MIS. Av. Europa, 158, Jd. Europa, 2117-4777. 10h/20h (dom. e fer., 10h/19h; fecha 2ª). R$ 30 (até 29/12, R$ 20; 3ª, grátis). Vendas pelo site: bit.ly/musicaisMIS. Até 16/2.

Sebastião Salgado
Depois de passar pelo Sesc Avenida Paulista, a exposição chega à unidade Guarulhos. Com mais de 50 registros feitos na década de 1980, a mostra ‘Gold – Mina de Ouro na Serra Pelada’ retrata a rotina de trabalhadores no garimpo a céu aberto brasileiro. Sesc Guarulhos. R. Guilherme Lino dos Santos, 1.200, 2475-5550. 9h/21h30 (sáb., 9h/20h; dom., 9h/18h, fecha 2ª). Grátis. Até 16/2.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: