Arte em São Paulo: um roteiro com mostras em cartaz no Centro
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Arte em São Paulo: um roteiro com mostras em cartaz no Centro

Júlia Corrêa

26 de agosto de 2019 | 18h48

Contemporâneo, Sempre – Coleção Santander Brasil
Com curadoria de Agnaldo Farias e Ricardo Ribenboim, a mostra reúne 64 obras (das mais de 2 mil do acervo), divididas entre ‘abstração’, ‘retrato’ e ‘paisagem’. Na seleção, há artistas como Alfredo Volpi, Tomie Ohtake, Di Cavalcanti e Candido Portinari. Farol Santander. R. João Brícola, 24, Centro, 3553-5627. 9h/20h (fecha 2ª). R$ 25. Até 5/1/2020.

Casa da Imagem
O espaço apresenta duas mostras simultâneas. ‘Não Oficial’, do fotógrafo Paulo D’Alessandro, reúne 42 obras que retratam festividades da alta sociedade paulistana nos anos 1990. E ‘Cara, Corpo, Voz!’, de Cláudia Guimarães, contempla o mesmo período, mas com foco na cultura underground. R. Roberto Simonsen, 136-B, Centro, 3105-6118. 9h/17h (fecha 2ª). Grátis. Até 13/10.

Metaversø
Com curadoria de Antonio Curti, a mostra imersiva destaca a linguagem digital na produção de jovens artistas e coletivos paulistanos, entre eles Bijari, AYA Studio e Wesley Lee. Farol Santander. João Brícola, 24, Centro, 3553-5627. 9h/20h (fecha 2ª). R$ 20. Até 15/9.

Giselle Beiguelman
A artista apresenta duas instalações compostas por fragmentos de monumentos públicos, com as quais busca propor reflexões sobre a relação da cidade com seu patrimônio histórico e cultural. ‘Chacina de Luz’ ocupa o Solar da Marquesa de Santos até 1º/9. Já ‘Monumento Nenhum’ fica exposta no Beco do Pinto, espaço entre o primeiro local e a Casa da Imagem, até 4/12. R. Roberto Simonsen, 136, Centro, 3105-6118. 10h/17h (fecha 2ª). Grátis.

‘Lágrimas’, foto de Man Ray de 1932 Foto: CCBB

Man Ray em Paris
Expoente do movimento surrealista, o americano ganha uma grande mostra no CCBB, que destaca sua produção no período em que viveu em Paris, entre 1921 e 1940. São exibidas 255 obras, entre objetos, vídeos, fotografias e serigrafias. R. Álvares Penteado, 112, Centro, 3113-3651. 9h/21h (fecha 3ª). Até 28/10.

Pazé
Entre desenhos a lápis, croquis, aquarelas e fotografias, o artista visual apresenta, em ‘Jardins do Tempo’, um projeto que prevê transformar quatro cemitérios paulistanos em parques abertos. CCBB. R. Álvares Penteado, 112, Centro, 3113-3651. 9h/21h (fecha 3ª). Grátis. Até 28/10.

Riscos e Rabiscos
Com curadoria de Leonel Kaz, a mostra propõe uma percurso desde a tipografia clássica até a linguagem contemporânea dos grafites, lambe-lambes, carimbos e letreiros diversos. Os itens expostos incluem, por exemplo, um vídeo de Antonio Curti e Flávio Reis sobre a evolução da escrita, além de painéis em grafite e giz de cera de Daniel Melin e Cristina Pagnocelli. Farol Santander. R. João Brícola, 24, Centro, 3553-5627. 9h/20h (fecha 2ª). R$ 25. Até 3/11.

Do Cenário ao Museu
Com curadoria de Gabriela Rios, a mostra exibe mais de 70 itens da coleção de bens móveis adquiridos para recompor o ambiente da Casa do Bandeirante, em 1954. As peças são expostas em diálogo com fotografias históricas do evento. Solar da Marquesa de Santos. R. Roberto Simonsen, 136, Centro, 3241-1081. 9h/17h (fecha 2ª). Grátis. Por tempo indeterminado.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: