9 bares que abrem às segundas-feiras em SP
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

9 bares que abrem às segundas-feiras em SP

Humberto Abdo

23 Abril 2018 | 01h07

Adega Santiago. Foto: Rômulo Fialdini

Adega Santiago
A fila de espera faz parte da rotina do lugar. Se houver lugar no balcão, fique por ali na companhia da deliciosa porção de croquetes de pato (R$ 41, 6 unid.). Uma vez à mesa, peça os ‘Frutos do Mar à Tasquinha’ (R$ 93), que leva polvo, lula e camarão com batatas ao murro e cebola. R. Sampaio Vidal, 1.072, Jd. Paulistano, 3081-5211. 12h/15h e 19h/23h (3ª a 5ª, 12h/15h e 19h/0h; 6ª e sáb., 12h/0h; dom. e fer., 12h/22h). Cc.: todos. Cd.: todos.

Foto: Humberto Abdo

Bácaro Bar & Cucina
Na calçada do bar, os clientes já são recebidos com um empolgado “buonasera!” (boa noite, em italiano) de Ivan Brischiggiaro, um dos sócios do bar. A entrada aberta para a rua reforça o clima dos ‘bacari’, típicos botecos de Veneza. No menu do chef Leandro Polack, os cicchetti, petiscos feitos para comer individualmente, têm versões como o ‘Baccala Mantecato’ (R$ 8), pasta de bacalhau servida na polenta de corte. Os drinques assumem o mesmo frescor veneziano, alguns com toque quase brasileiro. O ‘Marco Polo’ (R$ 35) combina ingredientes de vários países: gim, wasabi, licor de lichia, manjericão, suco de limão-siciliano e polpa de manga. R. Oscar Freire, 45, Jd. Paulista, 2387-2449. 12h/0h (dom., 12h/20h). Cc.: todos. Cd.: todos.

Foto: Leo Feltran

Boteco São Bento
Da bela chopeira de cobre sai um chope leve e cremoso (R$ 7,99). No cardápio, quitutes como dadinhos de tapioca (R$ 29,90, 10 unid.), servidos com melado de cana, o ‘Bolinho São Bento’ (R$ 34,90, 8 unid.), recheado de costela bovina, e o ‘Camarão São Bento’ (R$ 47,90), gratinado com catupiry. O bar ocupa uma casa de esquina e é decorado à moda dos bares paulistanos de antigamente. R. Mourato Coelho, 1.060, V. Madalena, 3074-4389. 15h/últ. cliente (6ª a dom., 12h/últ. cliente). Cc. todos. Cd.: todos.

Foto: Leo Feltran

Boteco São Conrado
O ambiente é de um boteco chique, com laterais abertas (foto) ótimas para ir nos dias mais quentes. Comandado pelo premiado barman Laércio Zulu, o balcão de drinques serve versões como o ‘Margarita Frozen’ (R$ 24,90), com tequila José Cuervo e mix cítrico; e a ‘Piña Colada’ (R$ 23,90), com rum branco, abacaxi, purê de coco e grenadine. Há também cerveja Original (R$ 9,50, 600 ml) e Budweiser (R$ 8,90, 600 ml). E para comer, além de porções, há pratos como o ‘Filé Mignon à Oswaldo Aranha’ (R$ 53,50). R. Aspicuelta, 51, Pinheiros, 3074-4389. 17h/3h (6ª, 16h/3h; sáb. e dom., 12h/2h). Cc.: todos. Cd.: todos.

Foto: Marcio Kato

Frank Bar
No lobby do Maksoud Plaza Hotel, o Frank Bar serve drinques e coquetéis assinados pelo bartender Spencer Jr., que já passou pelo Isola Bar e pelo extinto MyNY. Para os fãs do dry martini, o ‘Dry Alaska’ (R$ 35) segue uma receita inspirada no barman inglês Harry Cradock, com gim Beefeater 24, licor Elixir Vegetal, folha de oliveira, tintura adstringente e angostura de laranja. R. São Carlos Do Pinhal, 424, Bela Vista, 3145-8000. 18h/1h (5ª e 6ª, 18h/2h; dom. e fer., 18h/0h).

Foto: Elvis Fernandes

Riviera
No balcão circular, casais e grupos de amigos se reúnem enquanto esperam por uma mesa no restaurante do andar de cima e experimentam um dos coquetéis e drinques clássicos da casa, fundada em 1949. O dry martini (R$ 29) é servido como pede a tradição: bem gelado e decorado com uma azeitona na taça – seco e potente, na descrição do cardápio. Av. Paulista, 2.584, metrô Paulista, 3258-1268. 12h/15 e 18h/0h (5ª, 12h/15h e 18h/1h; 6ª e sáb., 12h/15h e 18h/3h; fecha dom.). Cc.: todos. Cd.: todos.

Foto: Rômulo Fialdini

Taberna 474
A casa de inspiração lusitana é um empreendimento de Luís Felipe Moraes, dono do Adega Santiago. Acomode-se na frente do salão, onde o bar com balcão deixa o clima descontraído, ou dirija-se ao fundo da casa, se preferir ocupar uma das mesas. Do cardápio, alheira (R$ 29), sardinhas grelhadas (R$ 24), pataniscas de bacalhau (R$ 22) e queijo Serra da Estrela (50 g, R$ 66) são boas opções para petiscar. Também serve posta de bacalhau assada na brasa, acompanhada de batata assada e brócolis (R$ 145). Com aproximadamente 800g do pescado, o prato é sugerido para duas pessoas. R. Maria Carolina, 474, Jd. Paulistano, 3062-7098. 12h/15h e 18h/23h30 (6ª, 12h/16h e 18h/0h; sáb., 12h/0h; dom., 12h/19h; 2ª, 12h/15h e 18h/23h). Cc.: todos. Cd.: todos.

Foto: Carolina Garcia

Tap Tap
Com uma carta de chopes atualizada todos os dias, o bar aberto em janeiro fica em uma esquina próxima à Praça Roosevelt. As 16 torneiras costumam servir estilos como Lager, IPA e cervejas de trigo. Para comer, o cardápio lista ‘sandubas’, como o de salmão defumado, servido no pão preto com tomate, cebola roxa e requeijão (R$ 20). R. Consolação, 455, 98477-8849. 16h/1h (sáb., 12h/1h; dom., 12h/21h). Cc.: D, E, M e V. Cd.: D, E, M e V.

Foto: Luciano Braz

Vino! Bar
Dos 350 rótulos de vinho, 60 podem ser servidos em taça, com preços a partir de R$ 12. Se precisar de ajuda, os garçons indicam uma das opções mais pedidas, como o tinto espanhol da Real Compañia de Vinos (R$ 16, a taça) e o Alento Rosé (R$ 18, a taça), de Portugal. Criado pelo chef Flávio Miyamura, o menu tem entradas bem servidas, como o ragu de linguiça com ovo mole e pão (R$ 19), além de ‘mini pratos’, pratos principais e sobremesas. R. Fradique Coutinho, 47, Pinheiros, 2614-0145. 16h/0h (6ª e sáb., 16h/1h; fecha dom.). Cc.: A, M e V. Cd.: A, M e V.

Mais conteúdo sobre:

baressegunda-feira