Drama de Zemeckis está entre estreias de cinema da semana
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Drama de Zemeckis está entre estreias de cinema da semana

Redação Divirta-se

08 Outubro 2015 | 18h18

2TERÇOSCINE - A Travessia

Foto: Divulgação.

Sim, o filme de Robert Zemeckis é um superespetáculo audiovisual. Mas o evento em que o longa se baseia não é, ele próprio, um show em grande estilo, e, hoje, sem qualquer possibilidade de imitação?

A Travessia refaz, de maneira ficcional, um feito humano extraordinário. Em 1974, o equilibrista francês Philippe Petit andou sobre um cabo de aço no espaço vazio entre as duas torres do então recém-construído World Trade Center, em Nova York. Os prédios ainda não haviam sido ocupados e a exibição de Petit, claro, foi clandestina, porque ninguém daria autorização para o passeio aéreo daquele maluco, a mais de 400 metros do solo, e sem qualquer outra proteção que não seu talento e a providência divina.
O filme é competente na maneira como recria a trajetória de Petit rumo à proeza que o tornou mundialmente famoso. De saltimbanco de rua a artista de circo, passando pelas instruções de um mentor cigano, papa Rudy (Ben Kingsley), sobre os segredos da sua arte, nada nesse percurso parece banal. O próprio protagonista (interpretado por Joseph Gordon) conta sua história em primeira pessoa. E de um ponto de vista privilegiado – você descobrirá qual.

Mas, com perdão do jogo de palavras, o ponto alto é mesmo a travessia entre os prédios, ainda mais se você a assistir num telão Imax com óculos 3D. Ninguém precisa ter fobia de altura para ficar impressionado com o que vê e sente. Luiz Zanin Oricchio

 

Peter Pan, baseado no universo criado pelo escocês J. M. Barrie, conta a origem do herói que nunca envelhece. Durante a Segunda Guerra, Peter (Levi Miller) é sequestrado por Barba Negra (Hugh Jackman), que o leva para a Terra do Nunca. Com a ajuda de James Gancho (Garett Hedlund) e Tiger Lily (Rooney Mara), ele deve derrotá-lo.

 

Após ter uma mostra dedicada à exibição de sua obra no Caixa Belas Artes, o carioca Luiz Rosemberg Filho estreia o longa Dois Casamentos. No filme, com a mesma verve experimental que marca a carreira do cineasta, duas noivas refletem sobre suas vidas e relacionamentos enquanto esperam o início da cerimônia.

 

Indicado à Palma Queer do Festival de Cannes do ano passado, Respire é um drama sobre duas adolescentes. No longa da atriz francesa Mélanie Laurent, Charlie (Joséphine Japy) é uma garota comportada que tem a vida mudada pela amizade com Sarah (Lou de Laâge), jovem mais espontânea e de temperamento difícil.

OUTRAS ESTREIAS

Aqui Deste Lugar
(Brasil/2015, 87 min.) – Documentártio. Dir. Sérgio Machado e Fernando Coimbra. Acompanha a vida de três famílias do Ceará, São Paulo e Rio Grande do Sul ao longo dos anos. O filme mostra as mudanças que tiveram devido a programas de distribuição de renda.

Os Árabes Também Dançam
(Aravim Rokdim, Israel/2014, 105 min.) – Drama. Dir. Eran Riklis. Com Tawfeek Barhom, Razi Gabareen, Yaël Abecassis. Eiad, um menino de uma aldeia árabe de Israel, vai para um internato de prestígio em Jerusalém, nos anos 1980. Enquanto tenta se aclimatar à cultura judaico-israelense, experimenta o amor e toma uma decisão que mudará sua vida.

Bata Antes de Entrar
(Knock Knock, Chile-EUA/2015, 99 min.) – Suspense. Dir. Eli Roth. Com Keanu Reeves, Lorenza Izzo, Ana de Armas. Sozinho em casa durante o fim de semana, um arquiteto (Keanu Reeves) recebe a visita de duas jovens que dizem precisar de ajuda. Após seduzi-lo, elas se mostram mais perigosas do que pareciam.

Bwakaw
(Bwakaw, Filipinas/2012, 110 min.) – Drama. Dir. Jun Robles Lana. Com Eddie Garcia, Princess, Rez Cortez. René é um idoso gay, mal-humorado e recém-saído do armário que vive sozinho, a não ser pela companhia de um cão chamado Bwakaw. Uma doença do animal faz com que ele conheça Sol, que podei voltar a inspirar a vida de René.

Horas de Desespero
(No Escape, EUA/2015, 103 min.) – Ação. Dir. John Erick Dowdle. Com Lake Bell, Pierce Brosnan, Owen Wilson. Jack se muda para a Ásia com sua família americana. Lá chegando, descobre um empecilho maior que qualquer choque cultural: se vê no meio de um golpe cujos rebeldes executam estrangeiros.

Lulu, Nua e Crua
(Lulu Femme Nue, França/2013, 87 min.) – Drama. Dir. Solveig Anspach. Com Karin Viard, Claude Gensac, Claude Gensac, Philippe Rebbot, Marie Payen, Solène Rigot. Ao sair desanimada de uma entrevista de emprego, em que se mostrou insegura e nervosa, Lulu (Karin Viard) decide não voltar para a casa onde vive com o marido e os filhos. Sem se preocupar com o futuro, ela passa dias andando a esmo e vivendo encontros que mudarão sua vida.

Confira o roteiro completo de cinema.