As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cine Belas Artes é reinaugurado no sábado (19), às 16h

Redação Divirta-se

17 de julho de 2014 | 19h00

Imagem do cinema ainda em obras

 

Nesta semana, a reestreia mais especial não é a de um filme, mas a de várias salas. O cinema que volta às atividades no sábado (19), às 16h, tem um nome diferente, mas inconfundível: Caixa Belas Artes. É nele que o Cine Belas Artes ‘ressuscita’, com espaço e programação iguais aos que tinha quando foi fechado em 2011, com a perda de patrocinadores e o aumento do aluguel do imóvel. Na reabertura, do lado de fora, duas faixas da Consolação serão fechadas para que os cinéfilos que fizeram abaixo-assinados e se manifestaram pela volta do cinema assistam à ‘cerimônia de devolução’ do Belas Artes à cidade. Do lado de dentro, a partir das 17h, sessões com preço especial (R$ 5) e uma programação com pré-estreias e clássicos listados abaixo. Além disso, uma ‘lenda’ do antigo cinema: ‘Medos Privados em Lugares Públicos’, do francês Alain Resnais, que ficou em cartaz por mais de três anos. Rafael Abreu

 

Sala 2

(Sala Cândido Portinari)

17h10Quanto Mais Quente Melhor (1959), de Billy Wilder.

19h50Um Dia Muito Especial (1977), de Ettore Scola.

22hA Malvada (1950), de Joseph L. Mankiewicz.

 

Sala 3
(Sala Oscar Niemeyer)

17h40O Estudante (2011),  de Santiago Mitre.

20h10Filha Distante (2012), de Carlos Sorín.

22h10Norwegian Wood (2010), de Tran Anh Hung.

Sala 4
(Sala SP Cine Aleijadinho)

17hAos Ventos que Virão (2013), de Hermano Penna.

19h20Queimada! (1969),  de Gillo Pontecorvo.

22hMedos Privados em Lugares Públicos (2006), de Alain Resnais.

Serviço: Caixa Belas Artes. R. da Consolação, 2.423, Consolação, 2894-5781. R$ 10/R$ 20.  Poltronas numeradas. Cd.: todos. Cc.: não aceita.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.