As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

100% de aproveitamento

Redação Divirta-se

29 de março de 2013 | 00h09

Uns são cancelados, outros voltam todos os anos. Mas é fato que já conquistamos (finalmente!) nosso lugar no roteiro de grandes eventos musicais. Só que, por mais que estejamos acostumados, festival não é para os fracos. E, como os leitores do Divirta-se devem ser, antes de tudo, fortes, relembramos todos os macetes para aproveitar ao máximo o Lollapalooza – e acordar na segunda-feira sem sequelas.
O que fazer? Primeiro é preciso saber se posicionar. Nem sempre a melhor pedida é ficar na frente do palco. Escolha os cantos, onde você não vai ter muita dificuldade de sair e ir para o outro palco (há 1.200 metros entre eles). E mantenha uma distância da pessoa a sua frente para ter uma visão melhor do palco. Afinal, para que colar na grade e ver a banda pelo telão?
A regra básica para eventos muito cheios também se aplica ao Lollapalooza: marque um ponto de encontro caso você se perca dos amigos. Não dependa de celular. No ano passado, as redes ficaram superlotadas e pouca gente conseguiu ligar ou usar o 3G. E, na hora de montar sua programação, lembre-se de planejar um horário para comer e descansar: são 10h diárias de shows! E, no primeiro dia, chegue 15 minutos antes para localizar os banheiros e bares e não perder tempo (e bandas) na hora do aperto. O que mais? Siga as dicas das páginas a seguir e aproveite. Taís Toti

Documento

  •    PDF

Documento

  •    PDF

Documento

  •    PDF

Documento

  •    PDF

 

Tudo o que sabemos sobre:

Lollapalooza

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: