Xadrez petista

Sonia Racy

27 Fevereiro 2013 | 01h06

Em recente conversa com Alexandre Padilha, Lula disse ao ministro da Saúde que, caso Mercadante queira mesmo ser candidato ao governo de São Paulo em 2014, ele não terá como impedir.

Para justificar, o ex-presidente adota discurso de gratidão ao atual ministro da Educação, que, em 1994, abriu mão de provável reeleição à Câmara dos Deputados para ser vice de Lula na disputa pela Presidência da República.

Nesse contexto, a única pessoa capaz de pedir a Mercadante para que desista da eleição é… Dilma.