Wilson Ferreira aceita discutir presidência da Eletrobrás

Sonia Racy

22 de junho de 2016 | 10h02

Convidado, o ainda presidente da CPFL, Wilson Ferreira, aceitou a proposta do ministro Fernando Coelho para discutir projeto para a Eletrobrás. “Considero essa uma missão de resgate. Não há problema insolúvel”, atestou o executivo nesta manhã de quarta-feira.

Ferreira pretende conversar sobre projeto de recuperação da estatal  a ser desenhado . A Eletrobrás terá que passar por uma reestruturação profunda. As ações da Eletrobrás,  por exemplo, estão suspensas do pregão da bolsa de NY. Vale lembrar que Ferreira, considerado um dos mais cobiçados executivos do setor privado, já havia trabalhado por 18 anos na Cesp — ou seja, no setor público –, antes de ir para a CPFL, onde ficou desde 2000.

“Eu não tenho dificuldade de aceitar fazer parte de uma equipe de grandes técnicos como Paulo Pedrosa, secretário executivo do ministério, e ter como par Pedro Parente, da Petrobras” , diz Ferreira.

Em Brasília, sua nomeação é dada como certa.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: