WhatsApp foi o grande eleitor no domingo, diz analista

Sonia Racy

09 Outubro 2018 | 01h10

URNA BIOMÉTRICA. FOTO: NILTON FUKUDA/ESTADÃO

URNA BIOMÉTRICA. FOTO: NILTON FUKUDA/ESTADÃO

O grande eleitor do domingo foi… o WhatsApp. “Tudo de positivo ou negativo que pesou na campanha passou por essa rede”, constata o analista Mauricio Moura – estudioso do tema no instituto Ideia Big Data, que já havia previsto o fenômeno em entrevista à coluna, em setembro.

O que se viu, ressalta Moura, foi um efeito das mudanças de hábito. “Não é só política, é qualquer outro assunto de peso. Na média as pessoas veem suas mensagens no celular cerca de 30 vezes ao dia”. No caso, finaliza, “a rede deixou claro como é forte o sentimento geral de indignação com a política e a corrupção”.

Leia mais notas da coluna:
Institutos deixam de considerar ‘voto envergonhado’
Policial aborda jornalista em colégio

Mais conteúdo sobre:

eleições 2018