Voz das artes

Sonia Racy

18 de março de 2016 | 00h30

José Possi Neto comparou ontem a situação do Brasil a uma “peste” que se infiltrou. “Cabe a nós assegurar a autonomia daqueles que trabalham para debelar a doença que nos assola.”

Paulo Betti está descrente. “Tudo começou lá atrás, com o não julgamento do mensalão mineiro, do PSDB. A partir dali, pra mim, ficou difícil acreditar em alguma coisa.”

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.