Voando alto

Sonia Racy

01 de novembro de 2011 | 23h09

São Paulo se programa para investir mais em seus 31 aeroportos regionais. “As cidades crescem em torno deles”, constata Geraldo Alckmin, lembrando que a capital é a maior cidade do Estado, seguida por Guarulhos e Campinas. E Viracopos é o segundo aeroporto que mais cresce no mundo. “Não chamo mais essas cidades de metrópoles, mas de aerotrópoles”, diz, bem humorado, ponderando que as aerovias fazem, hoje, o papel que foi das ferrovias no século passado.

Em 2010, 1,7 milhão de passageiros passaram por esses aeroportos. Até setembro de 2011, já foram 1,9 milhão, por meio de nove empresas aéreas regionais.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: