Putin usa a Copa para promover o patriotismo

Putin usa a Copa para promover o patriotismo

Sonia Racy

03 Julho 2018 | 01h00

VLADIMIR PUTIN

VLADIMIR PUTIN. FOTO: MICHAEL KLIMENTYEV / EFE

Vladimir Putin não tem dado sinais de que esteja hesitando em usar a Copa do Mundo para promover sua ideia de patriotismo.

Segundo apurou Jamil Chade, do Estado, a cada mensagem que o czar do Kremlin envia a seus jogadores, ele arruma uma nova maneira de enaltecê-los, colocando-os na categoria de orgulho da nação.

No jogo contra a Espanha, na Crimeia – região que há quatro anos foi anexada à Rússia – a vitória por pênaltis, no domingo, foi transformada em palanque político, com governantes locais enfatizando o impacto que o resultado teria para fortalecer o sentimento de “união nacional”.

Audiência dos jogos começou
pequena… mas vem aumentando

É fato que a audiência dos jogos, segundo Chade, começou com números relativamente baixos. Na partida inaugural, dos 144 milhões de russos, apenas 18 milhões assistiram ao jogo.

As estimativas, porém, são de que isso mudou radicalmente desde o começo do evento.

 

Leia mais notas na coluna:

Economista defende Neymar e ataca o ‘politicamente correto’

Malala vem falar de educação e direitos femininos em SP