Visão de negócio

Sonia Racy

10 de janeiro de 2012 | 23h03

Marcos Caramuru de Paiva, ex-cônsul do País em Xangai, abriu empresa para fomentar investimentos e comércio entre Brasil e Ásia – em especial, a China.

Chama-se Kemu. Ou, em mandarim, “poder ver”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.