Vida real

Sonia Racy

08 de janeiro de 2011 | 23h02

Antonio Grassi, presidente da Funarte, não vê problemas em conciliar as carreiras de ator e de político. Ao menos até abril, quando acabam as gravações de Ribeirão do Tempo, da Record. É que as sedes da emissora e da fundação são na mesma praça: Rio.

Depois que o folhetim terminar, porém, as coisas mudam de figura. Ele só pretender ler textos oficiais. Nada de ficção.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: