Veto a teto de gastos nos EUA e suspensão de negociação de ações da Evergrande atingem mercados

Sonia Racy

05 de outubro de 2021 | 00h40

B3 EM SÃO PAULO. FOTO: REUTERS

Em meio ao feriado chinês, duas questões políticas geraram ontem grande tumulto nos mercados espalhados pelo mundo.

Nos EUA, os republicanos decidiram não apoiar a suspensão do teto de gastos proposta por Biden . E na China – fruto da recente guinada de Xi Jinping–, Hong Kong suspendeu temporariamente as negociações de ações da quase falida Evergrande, manipulando mais uma vez os índices das bolsas no mundo.

Os republicanos batem nos democratas às claras. Já o partido comunista chinês, ao atuar de maneira política, desnorteia quem tenta adivinhar para que lado a ditadura capitalista vai.

Em agosto, houve ofensiva regulatória no setor de tecnologia, sinalizando que a medida pode ser expandida para outros setores. Segundo a agência estatal Xinhua, as autoridades chinesas pretendem “regulamentar rendas excessivamente altas” e “encorajar grupos e empresas de alta renda a retribuírem mais à…sociedade”.

No Brasil, o mercado sentiu o baque internacional – a bolsa caiu 2,2% e o dólar subiu.

Vale  registrar que os “Pandora Papers”, levantando que Paulo Guedes e Roberto Campos Neto teriam empresas em paraísos fiscais, não foram centro de comentários. As assessorias dos dois esclareceram a situação, previamente exposta à RF e à Comissão de Ética Pública,  antes deles assumirem seus atuais cargos.

Show de Truman 

Está previsto, no congresso anual do MBL, a simulação de um…parlamento.  Os 480 participantes serão deputados por dois dias, em Câmara imaginária presidida por Kim Kataguiri.

A experiência inclui nomes fictícios de partidos políticos como: Partido Revolucionário Morista, Ancapistão e CorruPTos, entre outros. Quando? Nos dias 19 e 20 de novembro.

 Os escolhidos

Martelo batido, Maria Bethânia será a atração do MASP Festa – evento beneficente anual organizado para arrecadar fundos. No dia 11 de novembro.

Nesse mesmo dia, o escritor  americano Irvin D. Yalom, autor de best-sellers como Quando Nietzsche Chorou e a A Cura de Schopenhauer, participa de evento da The School of Life SP.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.