Vendas de caminhões têm ágio de até 35%

Sonia Racy

06 de janeiro de 2021 | 00h50

Apesar da forte queda da venda de veículos, em 2020 – mais de 25% –, já tem ágio e fila de espera na venda de caminhões, veículos zero e importados, segundo apurou a coluna.  

O ágio nos caminhões chega a 35% e o preço do caminhão usado já subiu 20% em média. Quem quer uma pick-up comum, nacional, tem que enfrentar fila de espera até março. Resultado do choque abrupto na produção de indústrias durante a pandemia.  

Empréstimos 

Entretanto, o crédito na pandemia surpreende positivamente, segundo Eurico Ramos Fabri, do Bradesco. Que destaca empréstimos concedido às empresas. “Além da necessidade de capital de giro, há demanda setorizada que cresceu algo como dois dígitos”, diz.  

 Setores? “Investimentos em tecnologia, sistemas logísticos e outros. Muito disso está associado às mudanças no perfil de consumo”, observa o executivo.  

De século… 

No século 19, os Estados Unidos abrigavam os chamados ‘robber barons’ da indústria – Henry Ford, Andrew Carnegie, Cornelius Vanderbilt e John D. Rockefeller. Eram agressivos, acusados de fazer fortuna sem ética.  

…em século 

 Ante a insistência de Trump em não aceitar o resultado da eleição, neste século 21, os EUA “ganhou um robber votes”, ironiza Luiz Felipe D’Avila, do Centro de Liderança Pública. 

Cortejo solitário 

 A imagem do Senhor do Bonfim vai desfilar solitária pelas ruas históricas de Salvador dia 14, durante o tradicional cortejo da Lavagem do Bonfim. 

 Por conta da pandemia, Bruno Reis – novo prefeito de Salvador – discute hoje com a paróquia da igreja o formato da festa. A tendência é transportar a imagem em veículo aberto, sem carreata, do centro da capital baiana até a Colina Sagrada, na Cidade Baixa.  

 As missas presenciais também devem ser descartadas, assim como a lavagem das escadarias da igreja. 

 Potência 

As Yaras – como são conhecidas as jogadoras da seleção brasileira feminina de rúgbi – além de terem sido classificadas para a Olimpíada, comemoram renovação de contrato com a TIM por mais dois anos.  

 Bianca Silva e Izzy Cerullo foram ainda escolhidas para serem protagonistas de uma série de mini documentários que a operadora exibirá em suas redes sociais. 

 

Tudo o que sabemos sobre:

caminhõeseconomiamercadocrédito

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: