Vaquejada segue liberada até segunda ordem, decide STF

Vaquejada segue liberada até segunda ordem, decide STF

Sonia Racy

21 de setembro de 2017 | 17h23

VAQUEJADA

VAQUEJADA. FOTO: TATIANA AZEVICHE/DIVULGAÇÃO

A primeira turma do STF decidiu, na semana passada, que a prática da vaquejada segue liberada no Brasil até que se avalie ação da Procuradoria-Geral da República sobre o tema. A decisão foi tomada no contexto de uma ação que pedia a suspensão vaquejada em Teresina.

Em uma de suas últimas flechadas, Rodrigo Janot questionou a emenda constitucional que permite a realização da atividade.

Apesar de o STF ter julgado inconstitucional, no ano passado, uma lei do Ceará que regulamentava a vaquejada naquele Estado, os esportes equestres seguem permitidos no País.

Leia mais notas da coluna:

Ministro e Marina ‘brigam’ sobre desmatamento em Nova York

Senado aprova braço direito de Teori para CNJ

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: