Vapt, vupt

Redação

09 de outubro de 2008 | 08h55

Moradora de Brasília comprou uma orquídea rara, que morreu 15 dias depois. Indignada, foi à Justiça e conseguiu que o juiz do 2º Juizado Especial Cível condenasse a floricultura a pagar R$ 60 reais de indenização e lhe dar outra orquídea semelhante.

Se esta agilidade judicial fosse lugar comum…

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: