Vacas magras

Sonia Racy

12 de agosto de 2014 | 01h10

O racionamento… de gastos bateu no Itamaraty. As restrições orçamentárias chegaram a tal ponto que funcionários receberam aviso: até o fim do ano, recursos para despesas “não essenciais” estão suspensos. Entre elas, troca de persianas, compra de móveis e até de placas de identificação.

Consta que o corte foi acertado em reunião entre Luiz Alberto Figueiredo e Aloizio Mercadante. A Casa Civil nega que “questões orçamentárias” tenham sido tratadas no encontro, quarta-feira.

Vacas magras 2
Fala-se também que o auxílio-moradia no exterior pode atrasar até quatro meses. Procurado, o Itamaraty informou que sofreu cortes, “como todos os órgãos federais”. E que está “adaptando suas despesas de forma a adequar-se a essa realidade”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.