Up to date

Sonia Racy

18 de abril de 2015 | 01h10

A lei que criou a CVM em 1979, tendo Roberto Teixeira da Costa como primeiro presidente, continua a mesma 36 anos depois. Mas, pelo jeito, não por muito tempo. Técnicos da Fazenda já discutem novo projeto de lei que moderniza seu funcionamento.

A minuta, montada pela CVM presidida por Leonardo Pereira, aumenta, por exemplo, o valor das multas aplicadas.

Acreditem: veio moeda, foi moeda, planos econômicos, combate à inflação, crise internacional de 2008… e o montante continua o mesmo.

To date 2

O texto sugere também que recursos provenientes de acordos sejam revertidos à entidade, para fortalecê-la.

E propõe, por fim, algo que entrou firme na moda, ultimamente: a possibilidade de acordos de leniência.

To date 3

Em tempo: o dirigente da CVM vai defender segunda-feira, no Brazil Summit – organizado em Nova York pela Câmara Brasil-EUA –, projetos chaves para reforçar o mercado de capitais no País.

A mudança da lei é certamente um deles.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: