Unesco prevê dez anos para remontar acervo do Museu Nacional

Sonia Racy

21 Setembro 2018 | 00h22

Destruída no incêndio: Sala de exposição de palentologia. Imagem extraída do livro 'Museu Nacional - UFRJ', do Instituto Cultural J.Safra. Foto: Rômulo Fialdini e Valentino Fialdini/Museu Nacional

Destruída no incêndio: Sala de exposição de palentologia. Imagem extraída do livro ‘Museu Nacional – UFRJ’, do Instituto Cultural J.Safra. Foto: Rômulo Fialdini e Valentino Fialdini/Museu Nacional

Devagarinho, o Museu Nacional volta à vida. Além dos R$ 8,5 milhões repassados ontem pelo MEC, a Alemanha anunciou uma ajuda de 1 milhão de euros. E a UFRJ já escolheu a empresa Concrejato para se encarregar da restauração do prédio.

Mas os técnicos da Unesco que visitaram o local fizeram as contas e concluíram que a remontagem do acervo não demora menos que… 10 anos.