Um erro não…

Sonia Racy

05 de abril de 2014 | 01h08

No mesmo dia em que o Ipea admitiu erro (são 26%, não 65%, os que acham que roupa curta justifica ataque a mulher), o Ministério Público do Rio Grande do Sul recebeu denúncia contra Gustavo Rizzotto Guerra– que postou vídeo na internet fazendo apologia ao estupro.

O caso, segundo o MP gaúcho, será encaminhado à promotoria de justiça especializada, “para que sejam tomadas as medidas cabíveis”. A Brigada Militar também acompanha as denúncias.

…justifica outro

Na gravação, Gustavo diz ser a favor de “estuprar feminista, lésbica e vagabunda. E se tu não gostou, me processa, então! Se isso é incitação ao crime, bom, estou fazendo. Foda-se”. O vídeo, que foi excluído pelo YouTube, voltou a circular ontem na internet com a hashtag #gustavonacadeia.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.