Um e outro

Sonia Racy

05 de março de 2013 | 01h09

Se Joaquim Barbosa calcula as prisões do mensalão até julho, não está tão otimista em relação ao mensalão mineiro. A pessoas próximas, tem dito que, na melhor das hipóteses, o julgamento se dará em dois ou três anos. Motivo? O novo ministro do STF terá trabalho pela frente – o que consumirá tempo.

Em resumo: a decisão não sairá no ano das eleições de 2014, como supõe o PT.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: